Advertise here

Abadia de Chiaravalle


  - 1 opiniões

Uma bela Abadia a Sul de Milão!

Publicado por Ana Carolina Helena — há 2 anos

De que se trata?

Uma bela Abadia a Sul de Milão!

Vista da Entrada da Igreja - Dezembro de 2016

A Abadia de Chiaravalle é um belo exemplo da Arquitectura Românica, com algumas linhas Góticas, no que ao plano religioso diz respeito. Situada no Parco Agricola Sud Milano, a poucos quilómetros do centro da cidade, encontra-se numa das localidades limítrofes da cidade. 

Actualmente, é uma pérola perdida no meio dos subúrbios de Rogoredo e San Donato, que sofreram recentemente vastas alterações, contrastando com o mundo mais rural e aldeão de Chiaravalle. Mandada construir pelo pai da Ordem de Cister, Bernardo de Chiaravalle, foi batizada com o mesmo nome de uma das igrejas fundadoras da Ordem em França. De passagem por Milão, com o intuito de convencer os habitantes a apoiarem o papado de Inocêncio II, Bernado descobriu neste campos o local ideal para criar uma casa devota à sua ordem. 

Foi construída uma primeira igreja provisória, tendo os primeiros monges ocupado o local no século XII, No entanto, a Igreja que hoje se pode ver, apesar de alterada ao longo dos séculos, data do século seguinte. Várias salas necessárias à vida monástica foram sendo acrescentadas ao longo dos tempos. Por exemplo, Bramante desenhou o projecto de um dos claustros dos religiosos, mas que infelizmente hoje já não é possível ver devido à destruição e abandono forçado que os austríacos impuseram nos vários espaços destinados à vida monástica nos finais do século XVIII.

O Complexo este abandonado durante alguns anos, mas no fim do século XIX promoveu-se o regresso dos monásticos, que ainda hoje aqui encontram casa, e a recuperação e protecção do edificado, já que é um exemplar notável na cidade de Milão.

Uma bela Abadia a Sul de Milão!

Porta de entrada - Dezembro de 2016 

Apesar de não ser monumental, é um Igreja muito esbelta, onde a passagem do tempo é claramente visível. A sua fachada neoclássica justaposta depois ao tijolo inicial não revela na totalidade o que se passa no seu interior, escondendo camadas e camadas correspondentes aos vários períodos de construção, que podem ser vistos pelos visitantes no seu interior. 

No espaço interno da Igreja, é possível observar pinturas murais românicas em bom estado de conservação e alguns objectos e cartas que contam e ensinam sobre São Bernardo e a ordem por ele formada, a Ordem de Cister. 

Como chegar?

Chegar a Chiaravalle revelou-se bastante fácil apesar da linha de comboio até a esta localidade ter sido cortada há já alguns anos. Há a opção de levar o carro e até existe algum parqueamento, mas a maneira mais fácil parece-me ser usar os transportes públicos. Do centro da cidade, aceder à estação de Rogoredo FS, de metro ou de comboio. De comboio, a partir de qualquer uma das estações centrais de Milão é possível encontrar ligações e de metro basta apanhar a linha amarela (M3) e sair na paragem correcta. Depois, basta apenas apanhar um autocarro da linha ATM (140) do lado oposto da estação e em poucos minutos - são cerca de duas paragens - chega-se a Chiaravalle. 

Uma bela Abadia a Sul de Milão!

Pórtico de entrada - Dezembro de 2016

Chiaravalle desenvolve-se ao longo de uma única via principal e a abadia situa-se no extremo oposto ao da primeira paragem de autocarro. Contudo, como o burgo é pequeno dá para fazer esta caminhada a pé ou parar na estação seguinte, que se não me engano fica mais próxima.

Quando visitar?

Eu fiz a minha visita nos últimos dias de Dezembro durante o período da manhã a propósito de um trabalho para a Faculdade. Fiz uma vista livre, juntamente com uma outra colega, e visitámos no interior apenas a Igreja. O local estava calmo e pareceu-me que este fluxo não deve sofrer muita alteração, visto que já é um local mais periférico e que os turistas que aqui vêm, vêm porque estão verdadeiramente interessados na sua Arquitectura ou na história da Ordem. 

Diria que é um espaço em que a visita pode ser feita tranquilamente um pouco por todo o ano e dias da semana. Atenção apenas para quem gostaria de fazer uma visita guiada mais pormenorizada, o que é possível através de uma organização cultural que actua no local, e que durante alguns períodos como as Festas não actua. Para mais informações sobre as Visitas Guiadas, incluindo preços e horários, visitar este site. A associação tem também um ponto de informação à chegada, no claustro inicial, para quem queira fazer algumas perguntas e saber mais informações. 

Para quem faz visita livre, a Igreja e o Claustro são visitáveis durante os dias de semana e Sábado entre as 9h e as 12h, e também ao Domingo entre as 15h e as 17h.

Uma bela Abadia a Sul de Milão!

No interior da Igreja - Dezembro de 2016

Fazer a visita livre, não custa absolutamente nada, visto tratar-se de um espaço destinado ao culto religioso. Para quem pretende fazer a visita guiada, os preços variam consoante o número de locais visitados (muitos outros espaços monásticos podem ser visitados, como por exemplo, o moinho). Para quem, supondo, visita apenas a Abadia, o bilhete fica em 6€, quem quiser dar a volta completa a todas as slas visitáveis 12€ - valores de Janeiro de 2017 -, numa visita que terá a duração de cerca de 2 horas e que será acompanhada por um guia devidamente instruído e informado.

Impressões Finais 

Recomendo vivamente a visita à Abadia de Chiaravalle e ao pequeno povoado de Chiaravalle. Chiaravalle é literalmente uma pequena aldeia, com um espírito ainda muito comunitário, bem perto do centro da cidade - o que parece quase impossível nos dias que correrm. O burgo cresceu ao redor da Abadia no período Medieval e muitas das casas ainda existentes são reabilitações das originais. O centro da vila tem alguns serviços e merece uma breve visita. Existe também um pequeno albergo para quem queira pernoitar que tinha muito bom ar. 

Uma bela Abadia a Sul de Milão!

Vista do exterior - Dezembro de 2016

A Abadia, em si, é o ponto mais alto da localidade, sendo visível de todos os pontos possíveis e iamginários já que a sua altura contrasta com o casario baixinho, com apenas 1 ou 2 pisos. É um belo edifício no tradicional tijolo vermelho característico desta região. Esta bastante bem conservada e, na minha opinião, é um elemento útil na compreensão da realidade rural de Milão e do nascimento e desenvolvimento da Ordem de Cister. 

É imperdível para quem se interessa por estes temas, para quem tem mais do que uns dias em Milão e para os seus habitantes que procuram um rápido escape do buliço do centro da cidade!

Galeria de fotos


Dá a tua opinião sobre este lugar!

Conheces Abadia de Chiaravalle? Partilha a tua opinião sobre este lugar.


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!