Advertise here

O meu Erasmus em Varsóvia, Polónia por Y.


Porque escolheste ir para Varsóvia, na Polónia?

Ahhh, Varsóvia... onde a trilogia Erasmus faz pleno sentido: Licor, Luxúria, Vida.

Eu vinha de uma escola de engenharia e precisava de ter alguma experiência no exterior e torná-la divertida e inesquecível. Precisava que fosse especial e diferente dos anos de trabalho que eu costumava ter no sistema educacional francês. Eu queria descobrir outra cultura, pois estou familiarizado com as do norte de África e da Europa Ocidental e queria ver algo novo.

Também precisava que fosse um país que acolhesse bem os estrangeiros (ou pelo menos parte dele) porque Erasmus é convívio, não é apenas estudar e ir às aulas. Eu queria um país onde eu pudesse fazer amigos desse local e de outras nacionalidades também. Isto era importante.

Um colega meu fez um semestre em Varsóvia e aproveitou as festas, a diversão, a possibilidade de construir memórias para a vida e de se desafiar a si mesmo num ambiente diferente e numa cultura que não era a sua.

Eu queria que o último ano dos meus estudos fosse memorável. Pretendia criar novas amizades, queria ter uma visão mais abrangente do mundo e, quando voltasse, gostava de ter histórias para contar aos meus amigos e crianças (bem, não necessariamente contar-lhes tudo), eu queria viver a vida!

Varsóvia não podia escapar.

O meu Erasmus em Varsóvia, Polónia por Y.

Fonte

Quanto tempo dura a bolsa de estudo? E qual é o montante?

A minha escola de engenharia em França deu-me cerca de 140 € / mês, tendo a primeira vez sido no final de abril (o que, diga-se, foi um bom presente de aniversário :D). Tive de recorrer também às minhas próprias economias e à ajuda dos meus pais. Solicitei também uma bolsa específica que abrange apenas a cidade de Paris (100 € / mês).

Mais tarde, irei dar-vos detalhes dos meus gastos mas, por agora, deves ficar a saber que o custo de vida em Varsóvia é 4 vezes menor do que em Paris ou Londres. Mas há aqui uma armadilha: como estás num "país" acessível, acabarás por gastar o normal ou até mais, porque em Varsóvia, com o teu orçamento normal de Paris, podes viver como um rei!

Aconselho todas as pessoas a serem realmente pró-ativas e procurar subsídios com dois semestres de antecedência, "aposta" na comunicação direta e espontânea com a tua universidade. Coloca perguntas, porque assim que chegar o último semestre antes do teu Erasmus, os prazos importantes já terão passado. (Aprendi isto da maneira mais difícil, quando perdi uma bolsa de 500 € / mês porque não fui perguntar à minha universidade se havia alguma e, em março, quando soube desse dinheiro, já era tarde demais já que eu iria para Varsóvia em setembro).

Como é o estilo de vida dos estudantes em Varsóvia?

Varsóvia é uma das capitais da Europa com imensos estudantes. Lembro-me de ler que 1 em cada 4 habitantes é estudante.

Há muitos tipos de alunos em Varsóvia: internacionais e locais. Os estudantes Erasmus não pertencem a nenhuma dessas tipologias.

Estudantes Internacionais são os não-polacos, que estão regularmente em Varsóvia e que podem ou não saber falar polaco. A grande diferença, além da capacidade de falar a língua, é a duração temporal limitada que os estudantes Erasmus têm antes de voltarem para casa.

Esta noção de tempo escasso é o que faz com que o estudante Erasmus se enquadre numa das classificações. Sabes que tens no máximo dois semestres, se tiveres sorte, o que corresponde a um máximo de 10 meses, 300 dias, sem contar com as férias ou os dias em que estarás doente, e que depois voltarás a ver a tua família... É fácil entenderes porque é que os alunos Erasmus não perdem nenhuma oportunidade de encontrar os seus amigos para ir a um clube, fazer festas em casa, ir dar um passeio ou, mais importante que isso, para viajar.

Há alguns monumentos e coisas para ver em Varsóvia, eu recomendo seguir os eventos da ESN (associação Erasmus Student Network) para aproveitares os passeios culturais e obteres algumas revistas locais ou seguires algumas páginas como Warsaw Insider ou Orange Umbrella Free Tower para saberes o que se passa na cidade.

Fonte

A localização de Varsóvia é realmente boa. Estás no máximo a duas horas de voo de todas as surpreendentes capitais europeias: Praga, Budapeste, Viena, Berlim, Estocolmo, Copenhaga, Amesterdão, Paris, Bruxelas, Roma, Vilnius... e muitas mais. Há voos a baixo custo para todas elas através de empresas como a RyanAir ou WizzAir.

A Polónia é um país que te pode surpreender. Cracóvia, Gdańsk, Sopot, Vratislávia são cidades incríveis que têm algumas maravilhas à espera de serem descobertas. Há tantas coisas a dizer que vou deixar que pesquises no Google o seguinte: Cidade velha de Cracóvia, Salinas de Cracóvia, praia de Gdańsk, "Sopot Crooked house", gnomos de Bratislava... Tudo isto fica apenas a algumas horas numa viajem muito acessível de "PolskiBus" (autocarros) modernos e rápidos, e com internet gratuita.

Voltando ao nosso tópico, Varsóvia é uma cidade onde podes ter o estilo de vida que quiseres. É um lugar perfeito para experimentar coisas novas, bem como manter alguns bons e velhos hábitos!

Recomendas a cidade e a Universidade de Varsóvia a outros estudantes?

Absolutamente. Liberta-te dos estereótipos sobre Varsóvia. Esta cidade tem muito para oferecer, é uma grande capital europeia. Sim, eles também têm água limpa, eletricidade e internet aqui. Mas falando mais a sério, apesar de ter feito o meu Erasmus na Universidade de Tecnologia de Varsóvia, recomendo a cidade a estudantes que queiram desfrutar do seu tempo num país diferente com preços acessíveis, onde terão a possibilidade de aprender muito sobre si próprios e sobre a Europa em geral. Encontrarás muitos expatriados e estrangeiros aqui. É claro que ainda não é tão cosmopolita quanto Paris ou Londres, mas ficarás surpreso com o número de estrangeiros que podes encontrar aqui.

Quanto às universidades, tens de perceber que algumas coisas aqui ainda são feitas à maneira antiga. Prepara-te para pedir informações diretamente e para fazer o teu próprio horário de modo a evitares aulas que se sobrepõem. Foi difícil fazer isso naquele momento, mas são coisas destas que abrem a tua mente.

As aulas não são obrigatórias para a maioria. Mais uma vez, precisas de conhecer alguns estudantes locais porque os professores não se importam de mudar o assunto do exame todos os anos. Se conseguires obter os assuntos dos exames do ano passado, podes aproveitar ao máximo o teu Erasmus enquanto obtens boas notas também. Se com tudo isso não conseguires passar às cadeiras, (envergonha-te) tens de perceber o poder da frase: "Professor, eu sou estudante Erasmus. " E fazer bom uso disso.

Como é a comida?

Smacznego (disfruta)!

A comida é ótima. Tens de experimentar os famosos Pierogi, que são um tipo de Ravioli grande, cheios de carne, espinafres, salmão, queijo ou até cogumelos. Eu recomendo também provares Golonka e Kotlet schabowy (ambos pratos de carne), e como sobremesa podes experimentar Sernik (cheesecake polaco). Estou a esquecer-me de muitos bons pratos, mas tenho a certeza que não irás embora da Polónia sem os experimentar.

Os polacos também fazem algumas sopas muito boas. É fácil de entender quando souberes que na Polónia não há almoço. Sim, o pequeno-almoço é bastante consistente, então o jantar é às 15 ou 16 horas e por volta das 18 horas é a ceia. Se quiseres provar um pouco de comida polaca que não se consegue encontrar em todos os restaurantes, eu recomendo que sejas convidado por uma família polaca para a ceia de Natal. Dessa forma, terás a certeza de que vais experimentar alguns alimentos específicos da região onde estás ou até mesmo característicos dessa família.

Fonte

Na Zdrowie (pela vossa saúde)!

Eu não posso passar para a próxima pergunta sem falar sobre bebidas.

Primeiro, em Varsóvia, e na Polónia em geral, água com gás é muito popular, por isso precisas de aprender a palavra "Niegazowana" para que te dêem água. Para quem quiser experimentar algumas cervejas locais, eu recomendo ir a algum pub onde se encontram imensas cervejas não pasteurizadas e algumas com sabor que são deliciosas. A cerveja de mel é obrigatória.

Quanto ao vinho, vou saltar esta parte, porque como vivi em França, seria certamente subjetivo.

E o melhor ficou para o final: Wódka (vodca). Na Polónia é produzida a melhor vodca e a preços acessíveis. Podes adquirir uma garrafa do melhor Belvedere ou Chopin Vodka por apenas 17€. Żubrówka é uma vodca muito popular, é de boa qualidade e uma garrafa custa menos de 10€. A vodca Soplica com sabor a nozes também é obrigatória. As melhores vodcas polacas não são apenas fáceis de beber, elas não dão ressaca, ou quase. Se não queres gastar muito dinheiro em álcool, encontras garrafas de vodca a 5€ cada. Uma coisa importante: certifica-te que bebes como polacos. Eu recomendo que observes os locais. Faz alguns amigos polacos que te mostrarão como se faz e, acredita, quando estiveres em Varsóvia, faz como os polacos.

Por último, mas não menos importante, se tens alguns amigos polacos que não são de Varsóvia, podes provar Bimber, que é um licor caseiro forte (70%) que podes encontrar em algumas celebrações como casamentos.

PS: cigarros. Para vocês, fumadores, os cigarros são baratos aqui, 3€ o pacote, até mesmo dentro dos bares, e podes fumar em quase todos os lugares. Claro que tens de evitar lugares públicos (sim, inclusive estações de autocarros), mas podes fumar na pista de dança de muitos bares e vários restaurantes têm áreas grandes para fumadores.

Foi difícil encontrar alojamento em Varsóvia?

Para encontrar alojamento em Varsóvia, tens três maneiras possíveis.

Primeiro, podes solicitar um dormitório. Para isso, poderás precisar da ajuda de um antigo estudante Erasmus ou do teu "mentor Erasmus" (um estudante local que a ESN - Erasmus Student Network oferece para te ajudar a dar os primeiros passos nessa nova vida). Os dormitórios estão longe dos padrões de Paris, por exemplo. Os quartos são pequenos, muitas vezes sobrecarregados, falta conforto e intimidade. São baratos (podes conseguir um quarto por menos de 100€ por mês) e é uma ótima maneira de conhecer os locais e fazer muitos amigos.

A segunda opção é procurar um apartamento com a ajuda de uma agência. Não vou fazer nenhuma publicidade aqui, até porque não usei nenhuma, principalmente porque cobram uma taxa que sobe a um mês de aluguer e há algumas que usam os estrangeiros com falta de conhecimento para os obrigar a pagar alugueres caros ou para os fazer assinar algo sem os consultar primeiro. O principal sobre isto é que consegues quase de certeza encontrar um lugar onde dormir antes de chegar a Varsóvia, economizas tempo e esforço se procurares com antecedência um apartamento que corresponda aos teus critérios.

A terceira forma é confiares em ti mesmo e talvez no teu mentor Erasmus para te ajudar a pesquisar. Claro que se optares por isto precisas de te preparar para ficar alguns dias num hostel ou fazer "couch-surfing" (dormir no sofá de alguma casa). A página Gumtree é a mais popular para esse tipo de experiência. Pede ajuda ao teu mentor para decifrar a página e ligar aos senhorios que não são fluentes em inglês. Normalmente, há muitos anúncios lá e é rápido encontrar um lugar onde ficar. O ponto negativo desta escolha é que deves investir tempo e energia e estar disponível para visitar os apartamentos antes de assinar o contrato.

Aqui está o que eu fiz, graças ao meu mentor.

Antes de ir para Varsóvia, planeei passar um mês no dormitório para conhecer pessoas e fazer amigos antes de me mudar para algum lugar mais confortável e aconchegante. Então, tentei aprender algumas frases úteis em polaco para impressionar os habitante locais e conviver com eles. Só depois é que me mudei para um estúdio individual no centro da cidade. Eu optei por um estúdio porque queria ter o controlo total do lugar onde moro. Organizava muitas festas e gostava de convidar amigos para beber antes de ir sair à noite, e depois disso e de jogar Fifa 13 no domingo à tarde, eu também queria ser capaz de hospedar os meus amigos visitantes, e ouvir música tão alto quanto eu quisesse. O meu plano funcionou porque me evitou o pânico dos primeiros dias em que se está com pressa para encontrar algum lugar onde dormir e também me fez economizar dinheiro numa estada num hotel, evitei também as comissões das agências e os preços elevados dos alugueres em setembro e outubro. Isso também me fez sentir independente, com vários amigos que me visitavam regularmente.

Fonte

Quanto custa viver em Varsóvia?

Varsóvia é uma capital grande mas o custo de vida é muito barato em comparação com Paris. Sem mencionar os descontos de estudantes em todos os lugares.

Aqui está uma análise das despesas num mês.

  • Alojamento: 450 € (por um estúdio de 30 m² totalmente equipado, a 5 minutos a pé da estação ferroviária central, e com todas as contas incluídas + internet)
  • Telefone: 15 € mensais com a operadora móvel Play (dependendo do uso pessoal, as comunicações na Polónia são bastante baratas)
  • Comida: 150 €
  • Transporte: 10 € (cartão de transporte público com desconto para estudantes)
  • Entretenimento (bares, viagens, saídas): 500 €

Mais uma vez, este é um colapso pessoal. Aqui está algo para te ajudar a fazer os teus cálculos.

  • Alojamento: 200 - 250 € por um quarto equipado num apartamento partilhado no centro
  • Preço da comida: vai à página Carrefour e vê os preços. Os produtos polacos são bons e acessíveis, por isso compra-os
  • Entretenimento:
  • bilhetes de cinema: 7 €
  • Entrada em bares: grátis - máximo de 5 €, mas em média são 2 - 3 €
  • Bebidas em bares: 2, 5 € em média por um litro de cerveja, mas há muitos bares de estudantes que oferecem cerveja até à 1h. Segunda e terça-feira Remont, quarta-feira Park, quinta-feira Medyk. Shots: 1 a 2 € a dose de vodca normal. Vodca Martini: 5 - 9 €, dependendo do lugar. Preço de uma garrafa de vodca num bar: 50 - 70 €. Cigarros num bar: 4 - 5 €
  • Táxis: 0, 30 €/km durante o dia ou 0, 70 € à noite, eu recomendo ligar para o Glob Taxi 19668 que tem tarifas muito baratas.
  • Viagens: para viagens organizadas pela ESN - Erasmus Student Network são cerca de 100 € para um fim de semana com alojamento e entrada em alguns bares, mais uma atividade turística. Os bilhetes dos autocarros PolskiBus (a maneira mais rápida de viajar pela Polónia) são cerca de 50 € para viajar para Bratislava e voltar, por exemplo.

O idioma é fácil de entender? Há cursos de línguas disponíveis na universidade?

Vais considerar o polaco um idioma difícil se não vieres da Europa Oriental. A pronúncia precisa de ser treinada embora eu pense que não é tão difícil quanto as pessoas dizem, mas isso deve-se ao meu domínio do árabe. A gramática é difícil, embora devas esquecer a lógica dos idiomas latinos ou do inglês. A gramática polaca é diferente do que até agora viste.

Devido à sua natureza, os polacos ficarão impressionados se conseguires aprender um pouco o seu idioma e tentares falar. É a melhor maneira de mostrares interesse pela sua cultura e país, acredita em mim, apenas as reações e as boas-vindas merecem todo o teu tempo, exercitando a pronúncia ou gramática.

Há muitas maneiras de aprender a língua... Os polacos têm orgulho na sua cultura e especialmente na sua língua. Vais encontrar muitos livros e softwares que te podem ajudar a aprender polaco. Durante o meu Erasmus, frequentei 4h de aulas por semana oferecidas gratuitamente pela Politechnika (Universidade Politécnica). Penso que mesmo que eu tivesse de pagar, eu o faria, não apenas porque as aulas de línguas são de longe as mais engraçadas, na minha opinião, mas também porque dão uma visão única sobre a cultura polaca e é uma oportunidade de vida para aprender a língua no país onde esta é falada. Será uma oportunidade de saíres das aulas e tentares aplicar o que acabaste de aprender.

Qual é a maneira mais fácil ou económica de viajar de Varsóvia para a tua cidade?

O avião é o meu transporte preferido: 2h15 minutos no ar e já chegaste. Eu penso que existem companhias aéreas de baixo custo para Varsóvia a partir de toda a Europa. Os comboios na Polónia são terríveis, especialmente durante as férias, por isso, se moras num dos países vizinhos, deves saber que os autocarros são mais frequentemente melhores.

Fonte

Onde recomendas sair à noite em Varsóvia?

Varsóvia é com certeza uma das melhores cidades em termos de discotecas. Boa qualidade, bebidas com preços acessíveis, uma boa multidão, boa variedade de bares e todos os tipos de música e estilos. Existem clubes mais chiques, uns modernos, outros de estudantes ou para um público mais antigo.

Aqui está a minha seleção para ti.

  • Noite Hipster. Podes começar a noite com algumas bebidas no Pawilony (entrada pela Nowy Świat, 22) antes de ires para algum bar. As bebidas em Pawilony são baratas e lá encontrarás certamente muitos jovens e habitantes locais, para além de muitos estudantes Erasmus. Pawilony tem um ambiente agradável e é ideal para um pequeno passeio antes de ires para Jerozolima, que era um hospital, mas agora é um dos lugares alternativos mais frequentados em Varsóvia. Lá encontrarás uma multidão de pessoas com vinte e poucos anos e, se gostares de apimentar as coisas com um pouco de álcool, é o lugar ideal. Powiększenie também é um ótimo lugar hipster.
  • A minha saída preferida em dias de folga é assim: começo a noite num bar; por exemplo, se estiver com mais pessoas, vamos primeiro ao Pijalnia, que fica em Nowy Świat, onde há todo o tipo de bebidas a 1€, o que é ideal para os estudantes (fica literalmente lotado aos finais de semana). Depois disso, vou ao Przekaski Zakaski, que é conhecido por ser o melhor bar de vodca de Varsóvia. A comida custa 2€ e as bebidas 1€. Também fica cheio aos fins de semana. Para algo mais calmo, como "aquecimento", sugiro o Lemon bar, e não o Lemon club, porque o bar é excelente mas o clube é péssimo. Não consigo entender como é que esses dois lugares tão diferentes podem ter o mesmo proprietário: o Lemon club está um pouco gasto, mas o bar é excelente, é elegante e não fica muito lotado, as pessoas aqui têm vinte e muitos anos. O meu bar favorito é o Mariotts, que fica no topo do hotel Mariotts, por isso oferece a melhor vista de sempre de Varsóvia! Do mesmo género, há o bar Paparazzi, é mais um pub do que um bar, onde os preços são bastante elevados comparados ao resto da cidade, mas tem a vantagem de estar na rua Mazowiecka onde estão localizados todos os clubes.
  • Clubes. Falando sobre clubes, o meu favorito é de longe o Opera, um lugar chique, mas não demasiado. Lá, as pessoas estão bem vestidas, as meninas são giras, a decoração do clube é simplesmente incrível. Há muitos lugares para te isolares e falares. Lá passa o meu estilo favorito (House, House-Progressive) e tem música ao vivo... é realmente fantástico! Foksal XVIII é agora o novo lugar para estar em Varsóvia, eu fui lá algumas vezes, é tranquilo, vais passar um bom tempo aqui. Na rua Mazowiecka, prefiro ir, nesta ordem, ao Organza, ao Bank ou ao Enklawa. Normalmente podes encontrar algumas pessoas famosas aqui.
  • Diversos. Hybrydy, especialmente à quarta-feira à noite; Remont para beber cerveja gratuitamente às segundas e terças-feiras; Park Club com cerveja grátis à quarta-feira; Medyk que oferece cerveja à quinta-feira. Capitol às sextas e sábados, os clientes têm pouco mais de vinte anos, a música aqui é ótima mas está tão alta que mal te consegues ouvir a ti próprio quando gritas.
  • Noite de mulheres (entrada gratuita para as senhoras e geralmente a noite começa com 60% de meninas). Terça-feira: Enklawa, quarta-feira: Hybrydy.
  • Para os amantes de Sheesha: o "Sheesha Lounge", que fica ao lado do Lemon Bar.

E para comer? Recomendas alguns bons restaurantes em Varsóvia?

Varsóvia tem muitos bons restaurantes que oferecem comida de boa qualidade a preços decentes. Mas o meu favorito é bastante elegante, é o Delicja Polska. A decoração, o atendimento e a qualidade dos alimentos são excelentes.

Para amantes de sushi, como eu, recomendo o Oto Sushi no Nowy Świat. Eu fui lá comer. Entregaram-me sushi no meu lugar e fui lá comer muitas vezes. Como se diz delicioso em japonês?

Há também alguns restaurantes que eram muito populares entre os estudantes Erasmus, por exemplo U Szwejka, em Plac Konstytucji. As refeições em U Szwejka são abundantes, saborosas e com preços muito bons. Definitivamente um dos meus favoritos. Eu também recomendo experimentar o Zapiecek, que é uma cadeia polaca especializada em Pierogi que tenta capturar um ambiente característico da Polónia. Eu levei lá todos os meus amigos que me vieram visitar e ficaram bastante satisfeitos.

Que bons locais culturais existem para visitar?

Primeiro, recomendo fazer as atividades culturais organizadas pela ESN - Erasmus Student Network. Aconselho-te seguires todas as secções no Facebook, pois isso permitir-te-à ampliar o teu círculo social.

A propósito, recomendo a cidade velha com o Castelo Real e a Praça do mercado, onde podes comer nalgum restaurante ou desfrutar de uma cerveja fresca na Praça do mercado no verão, ou de uma bebida quente no inverno. Podes passear pela rua Krakowie Przedmieście para conhecer a estrada mais bonita de Varsóvia e os muitos monumentos que existem logo ao lado.

Łazienki Park é um dos parques mais belos que eu já vi na minha vida, inclusive no inverno. Lá, há muitos animais simpáticos, o que dá sempre um lado imprevisível aos passeios. Há muitas coisas para ver no parque, mas o Castelo Belvedere é de visita obrigatória.

Palac Kultury é o monumento que se tornou símbolo de Varsóvia, tem 30 andares e a vista de lá é agradável, mas não vale a pena voltar. Wilanow Palace também é um ótimo lugar para ver, e podes admirar o palácio.

O Museu da Insurreição de Varsóvia é muito importante para entender a resistência histórica dos polacos e o impacto da II Guerra Mundial na cidade e na Polónia em geral.

Também podes desfrutar de algumas visitas turísticas guiadas. Encontrar novas pessoas aí.

Eu recomendo vivamente ires visitar outras cidades como Cracóvia, Breslávia, Gdańsk, Auschwitz, que têm muito valor histórico e têm muita coisa para ver. Experimenta também a natureza selvagem da Polónia. Podes, por exemplo, ir ver o lendária Żubr na floresta perto das fronteiras da Bielorrússia.

Como todas as grandes capitais, há sempre eventos em Varsóvia, tens de te esforçar para obter essas informações. Segue as principais fontes de informação e, mais uma vez, pergunta aos locais, porque eles vão ensinar-te muito.

Fonte

Há algum outro conselho que possas dar aos futuros estudantes em Varsóvia?

Eis alguns conselhos que irão ajudar-te com a tua estadia na Polónia.

  • Dinheiro: aconselho abrires uma conta bancária no Alior Bank. Alior Bank dá-te a possibilidade de teres uma conta em Euros e em Złoty (a moeda local). Com um clique apenas podes ter o teu dinheiro em Euros convertido em Złoty e à melhor taxa do mercado. Nem mesmo o escritório de câmbio consegue competir com esta conversão. Falando de escritórios de câmbio, aconselho que não faças conversões no aeroporto. Na própria cidade encontrarás com certeza lugares com boas taxas (há um em Aleja Jerozolimska ao lado da paragem de eléctrico DH Smyk).
  • Telefone: há muitas operadoras de telemóvel na Polónia. 99% dos alunos Erasmus, inclusive eu, usam o Play, que oferece comunicações baratas, boa cobertura e a possibilidade de utilizar todas as funcionalidades do seu smartphone sem precisar de um contrato.
  • Internet: se vives num apartamento onde não há internet, podes, por exemplo, inscrever-te na Vectra, que foi a empresa de Internet que eu usei porque oferecem contratos de 8 ou 9 meses. A internet 3G é realmente cara, por isso evita-a.
  • Transporte: Varsóvia oferece uma boa rede de transportes durante a noite. Os autocarros podem levar-te a todos os lugares. Também há elétricos em toda a cidade durante o dia. O metro também é bom e para bem tarde aos finais de semana (2 ou 3h). Assim que receberes o cartão de estudante, podes usá-lo como um cartão de transporte, e podes recarregá-lo em qualquer terminal automático no metro ou elétrico (às vezes até nos autocarros). Permite ter 50% de desconto e pagar apenas 30 € por 90 dias de adesão.
  • Alojamento: a escolha perfeita será ter um estúdio/apartamento partilhado (com não mais do que 3 pessoas) ao lado de uma estação de metro, pois evita os atrasos nos engarrafamentos todas as manhãs. Se queres estar perto de onde tudo acontece, eu recomendo o distrito Środmieście ou a Cidade Velha. Neste distrito há quase todos os clubes (rua de Mazowiecka), e não terás de esperar por um autocarro à noite durante o inverno ou pagar por um táxi caro. Além disso, é uma área tranquila e segura. Escusado será dizer que é melhor teres no teu apartamento uma mistura de pessoas de ambos os sexos ou pelo menos com diferentes nacionalidades. Não te esqueças que o Erasmus serve para abrir a tua mente!

Fonte

O Erasmus é efémero. Faz disso o teu lema. Tens 9 meses para aproveitar ao máximo e renascer, por isso vai e sai da tua zona de conforto. Se houver um dia em que não tenhas feito algo novo, incrível, positivo ou grande, considera-o perdido!

Powodzenia (boa sorte)!


Galeria de fotos



Partilha a tua Experiência Erasmus em Varsóvia!

Se conheces Varsóvia como nativo, viajante ou como estudante de um programa de mobilidade... sobre Varsóvia! Avalia as diferentes características e partilha a tua experiência.

Comentários (0 comentários)



Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!