Erasmus numa relação, será que dura? Uma experiência positiva

Já se sabe, muitas vezes o Erasmus mete os casais à prova e, realmente, na maior parte das vezes acaba com a separação, ou, ainda pior, traição. Na mia estadia no estrangeiro, em Madrid, tive muitas oportunidades para conhecer imensos casais, alguns que acabaram depois de alguns meses e outros que, por outro lado, mesmo sendo difícil, conseguiram sobreviver. Se estás numa relação e tens intenções de ir para fora e manter esta relação à distância, sabe que consegues fazê-lo, mas tens mesmo de querê-lo.

in-erasmus-fidanzata-durera-unesperienza

Porque é que é tão difícil ser fiel em Erasmus?

O Erasmus é uma experiência que mete em confronto tudo aquilo que tinhas na tua cidade natal, começando por ti próprio. A tua "velha" vida vai parecer-te distante, longe e mete à prova todas as tuas relações, inclusive amigos e namorado. O Erasmus catapulta-te para um novo país, com usos e costumes diferentes e, para sobreviver, tens de conhecer, inevitavelmente, pessoas novas.

A palavra-chave do Erasmus é divertir-se!. A experiência no estrangeiro é temporária, toda a gente parte com a ideia de que, mais cedo ou mais tarde, se tem de voltar para casa, às rotinas velhas, por isso, a maior parte das pessoas prefere viver todos os dias que passa lá fora de um modo intenso. Isto, como é óbvio, faz com que conheças sempre pessoas novas, que saias,... Resumidamente, é muito difícil que fiques em casa porque "hoje não tenho vontade de sair".

Por outro lado, viver bem a experiência no estrangeiro significa isto: sair, divertir-se e, sobretudo, experimentar coisas novas. E é exactamente fazendo novas experiências que seguramente faz com que acabes por conhecer, mais cedo ou mais tarde, alguém de quem gostes ou que se faça a ti.

A maior parte dos rapazes parte com a ideia de fazer imensos amigos e, especialmente, conhecer pessoas com quem se podem divertir, de dia e de "noite" e, frequentemente, dizer "tenho namorado" não chega. Continuar fiel a alguém que está assim tão longe de ti, com tantas "tentações" e que, acima de tudo, não faz parte da tua nova vida será, então, mesmo difícil. Eis porque é que é tão difícil permanecer fiel em Erasmus.

Quais são os riscos de uma relação à distância?

Como referi antes, pouco depois de teres partido para o Erasmus, a vida em Itália parecerá estar a anos luz. Estarás concentrado na tua nova vida, nas tuas novas experiências e novas amizades, por isso "esquecer-te-ás" um pouco das pessoas que deixaste em casa. Se és solteira/o não haverá qualquer problema, como é óbvio. Uma amizade pode sobreviver mesmo que não fales muito com a pessoa por alguns meses. No entanto, não podemos dizer a mesma coisa no caso das relações amorosas. Para que as relações durem a longo prazo devem ser reforçadas e cultivadas todos os dias, seria absurdo pensar que podemos sair ilesos de um Erasmus se não temos sequer um minuto para dedicar ao nosso namorado/a. A única forma para não "esquecer" a pessoa que nos espera em casa é fazê-la participar, o mais possível, na nossa nova vida entusiasmante.

Como ser capaz de fazem com que o teu ele/ela faça parte da tua "nova" vida

Então, como podemos fazer com que o nosso amado/a faça parte da nossa nova vida? Bem, o primeiro passo é decidir dedicar-lhe pelo menos 15 minutos por dia. O ideal, como é óbvio, será utilizar a webcam ou vídeo-chamadas do messenger.

Uma outra coisa da qual não nos podemos esquecer é de tentar conseguir ter mais ou menos a mesma rotina que tinhas com o teu namorado como quando estavas em Itália. Se estavam habituados a ligar todos os dias antes de irem dormir, não hesites em fazê-lo também no Erasmus. Isto será útil para ti e para ele, que, assim, não se sentirá completamente esquecido. Tenta conversar com ele acerca da tua nova vida o mais que conseguires, conta-lhe tudo: dos teus colegas de casa, dos novos amigos, da universidade, etc... e, sobretudo, se ele tiver possibilidade económica, convence-o a ir visitar-te. Isto porque, muitas vezes, a webcam não chega para manter uma relação viva, só se o vires é que te dás conta de quantas saudades tinhas.

De Erasmus con novio, ¿durará? Una experiencia positiva

Fonte

A minha experiência, uma das poucas positivas.

Eu fui de Erasmus numa relação. A minha relação era mais do que estável, mas aceitar a possibilidade de que eu fosse de Erasmus não foi uma coisa fácil para ele. Quando soube que consegui a bolsa de estudos fiquei muito feliz e, ao mesmo tempo, um bocado preocupada pela nossa relação, por isso propus-lhe ir ter comigo a Madrid pelo menos por um mês.

Ele não tinha exames, tinha acabado de inscrever-se no mestrado e tinha algum dinheiro de parte. Quando lhe propus ele aceitou imediatamente e começamos a procurar um quarto que pudéssemos partilhar só por um breve período de tempo.

Posso dizer com certeza absoluta que aqueles dois meses em que ele esteve em Madrid foram, inesperadamente, os meses mais lindos do meu Erasmus, Digo inesperadamente porque depois de ter passado um mês e meio em Madrid sozinha estava, naturalmente, habituada a todo um outro estilo de vida. Estava habituada a viver sozinha, sem ninguém que me ajudasse e, finalmente, sentia-me independente. Para além disso, tinha medo de que ele, por causa da timidez, não conseguisse dar-se bem com os meus amigos.

Surpreendentemente, ele integrou-se muito bem no meu grupo desde o primeiro dia, tão bem que quando se foi embora lhe organizaram uma festinha de adeus. Foi bem aceite por todos os membros do grupo e, ainda hoje, continua a manter-se em contacto quase todos os dias com um dos meus colegas de casa. Resumidamente, não esperara, de todo, que ele se tivesse dado tão bem em Madrid.

Neste momento estou mesmo muito feliz que ele tenha vindo e, se tivesse oportunidade, faria de tudo para que ele ficasse comigo todo o Erasmus. Por isso não tenham medo de convidar o vosso namorado a ir visitar-vos, pelo contrário, tentem que ele fique o mais possível, porque é a melhor maneira que tens para partilhar com a pessoa que amas uma experiência que, provavelmente, será uma das mais bonitas da tua vida.


Galeria de fotos



Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!