Advertise here

Islândia - Aventuras pelo sul. Segunda parte: relato sobre a minha viagem pelo sul da Islândia

Levantámo-nos às 9 horas da manhã, mais frescos que uma alface. Apesar de a essa hora ainda ser de noite, aproveitámos para ir à estação de serviço mais perto e fomos tomar o pequeno-almoço. Esperava-nos um longo caminho até Jökulsárlón.

O caminho desde Vík até Jökulsárlón é impressionante. Quilómetros e mais quilómetros sozinhos na estrada, com umas paisagens verdadeiramente alucinantes. Por isso neste artigo vou ter mais fotografias do que texto, mas são imagens que valem muito a pena.

Svartifoss e Hundafoss:

Pelo caminho parámos no Parque Nacional de Skaftafell para fazer uma pequena excursão até chegar a Svartifoss e Hundafoss. A paisagem era espetacular, a grande quantidade de riachos e cascadas, a maioria deles, parcialmente, congelados na superfície, enquanto a água fluía pela parte de baixo.

Impressionante estas imagens das ervas congeladas.

Continuámos a subir e passado um pouco já tínhamos chegado a Hundafoss, um pequeno riacho de água.

Desde a parte de cima pode-se ver, ao fundo, o glaciar.

Interessantes formações que se devem à congelação.

E a uns 500 metros fica Svartifoss, uma parede vertical de basalto por onde cai água. Noutra época do ano pode-se descer, mas em dezembro como está tudo congelado, decidimos não arriscar.

Jökulsárlón:

Continuámos o caminho. Desde a estranha dá para ver as enormes formações de glaciar. Para além de que aqui pode-se ver, com os teus próprios olhos, a magnitude de Vatnajökull, o maior glaciar de toda Europa. Existem excursões onde andas sobre o glaciar, sempre com guia e com crampons, nós não fizemos nada disso devido ao preço e às poucas horas de luz, e também porque tínhamos de nos apressarmos para chegar a Jökulsárlón, o lago de glaciares.

Depois de alguns quilómetros avistamos uns montes junto à estrada. Deixámos o carro à borda da estrada, no meio do nada, e subimos rapidamente para esses montes, onde se podia avistar o extraordinário lago de glaciares. Fizemos um pouco figura de macacos, a subir alguns montes de gelo que havia na borda e depois regressámos ao carro.

Cruzámos a ponte e chegámos à zona mais turística do glaciar.

Onde desfrutámos um magnífico pôr do sol.

Também aproveitámos para ir um pouco à praia, que está repleta de neve, mesmo ao lado do lago.

Cavalos islandeses. Muito giros e, quando repararam que tínhamos parado, vieram ao pé de nós para nos cumprimentarem.

E algumas fotografias do caminho de volta.

Se encontrares uns destes e se fores a mais de 90km/h, irás ser parado(a) na estrada.

Fotografia à noite da praia de Vík.

E aqui fica um vídeo com o resumo da viagem. :)

Youtube


Galeria de fotos



Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!

Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!