Dança georgiana folk

georgian-folk-dance-d7ddc9455b56cfcfc547

Fonte

Muitas crianças em idade escolar na Geórgia podem dizer-te que, depois das aulas, têm uma aula de dança. Podes pensar em algumas danças modernas, como break dance, dança oriental, danças latinas e coisas assim. Mas não, estás errado. Eles vão para as aulas de danças georgianas. Quando eu fui para a escola, metade dos meus colegas de turma tinham aulas de danças georgianas depois das aulas. Eu também as tinha. Na verdade, fui para aulas de danças georgianas durante 8 ou 9 anos e foi ótimo, porque fiz novos amigos, praticava muito e estava em boa forma, nós divertíamo-nos todos juntos, íamos a espetáculos, etc.

Geórgia é um país antigo tal como a sua história e dança folclórica. Há várias danças, todas com diferentes propósitos e significados, pelo que valem a pena. São muito bonitas quando assistes às danças e é um enorme prazer quando fazes isto.

Enquanto o muito popular tango ou outras danças latinas, Danse de Paysans, Zweifacher, valsa, etc, exigem que os parceiros estejam próximos uns aos outros e se toquem, não há qualquer contacto nas danças georgianas. Considero isso muito fascinante. Também vais ficar surpreendido com o quanto estas danças descrevem tanto o amor e respeito entre o homem e a mulher, e tanta coragem entre os homens a lutarem uns contra os outros, etc. Os dançarinos homens fazem saltos e piruetas espetaculares, rotações incríveis e, ao contrário de qualquer outro dançarino no mundo, eles dançam na ponta dos pés sem o auxílio de sapatos de ballet. E as mulheres bailarinas deslizam como se fossem cisnes num lago.

Ora, um pouco de história aqui não é má ideia.

A coreografia georgiana tem muitos anos de história. Segundo as descobertas arqueológicas e registos escritos, o antepassado das danças georgianas é considerado ser a caça ou a dança dos caçadores. Era um tipo de dança ritual ao Deus da Lua ("Shushpa"). Foi encontrada uma bacia de prata aquando das escavações em Trialeti, onde podes ver esculpida esta dança redonda. Aquela tigela data do segundo milénio antes de Cristo. É uma dança de caçadores mascarados. Alguns cientistas acreditam que essa dança poderia ter sido em louvor da Deusa Dali - a Deusa svanetiana da caça. Ainda é possível veres algumas danças redondas de caçadores, como “Lemchili”, “Betkili round dance”, etc. em Svaneti. Estas danças redondas têm origem na “Khorumi”, uma dança de guerra.

Foi encontrada uma figura feminina esculpida num osso durante as escavações arqueológicas em Bagineti. A figura remonta ao século VI AC e mostra que as mulheres também faziam danças rituais em relação ao Deus da Fertilidade.

Depois, as outras danças desenvolveram-se em simultâneo com o desenvolvimento da agricultura e da criação de gado. Por exemplo, há uma dança kakhetiana “Tsangala da Gogona”, que, juntamente com o enredo romântico, tem elementos de semeadura, rega e coisas assim. Outras danças foram desenvolvidas passo a passo e, hoje em dia, temos muitas danças com movimentos diferentes. Existem conjuntos de dança populares, como o Erisioni, que apresenta danças e músicas nacionais da Geórgia em todo o mundo. Há também o Sukhishvilebi (um conjunto de balé nacional da Geórgia), que usa nos seus espetáculos os elementos de danças da Geórgia.

  • Kartuli: quando ouvimos o nome da dança, isso faz-nos lembrar de um casamento, porque geralmente é representado pela noiva e pelo noivo no seu casamento. É uma dança muito romântica e muito delicada, se me perguntares. Esta é a mais antiga de todas as danças românticas georgianas que conhecemos. Eu amo-a. E se os dançarinos são muito bons, é tão esplêndido que nunca te vais cansar de vêr. Então, como já adivinhaste, esta dança é feita por um casal. As mãos da mulher devem-se mover devagar e suavemente e os seus movimentos devem ser divinos e cheios de graça e, quanto ao homem, deve estar cheio de dignidade e mostrar respeito e amor à mulher. "Isto mostra que, mesmo no amor, os homens mantêm respeito e boas maneiras, ao não tocarem na mulher e ao manterem uma certa distância dela". Há aqueles pequenos detalhes que fazem esta dança ainda mais graciosa, como por exemplo, o homem está constantemente a olhar nos olhos da mulher e é como se ele não se importasse com nenhuma outra mulher no mundo, enquanto os olhos dela estão sempre desanimados. Ou seja, quero com isto dizer que ela não está a olhar para cima ou para o homem, e assim ela mostra a sua timidez.

    A mulher deve fazer estes três movimentos sem que os espectadores se apercebam dos mesmos. Mais, ela deve mover-se como um cisne num lago. Ela deve planar. E o homem faz todos esses movimentos chamados “Gasma”, que são bastante difíceis se considerares que ele deve estar imóvel o tempo todo e só os seus pés e pernas é que se devem mover. E moverem-se muito rapidamente! Bem, eu não sei se consegues perceber isto tudo até veres a dança propriamente dita, mas o que te posso dizer e todos concordam comigo, é que é muito difícil dançá-la muito bem. É considerada uma das mais difíceis. E, nestes últimos anos, houve apenas alguns grandes artistas que a dançaram, incluindo Nino Ramishvili e Iliko Sukhishvili. A dança desenvolveu-se a partir de um espetáculo teatral ou algo do género, dos séculos XI ou XII, e foi chamada de “Sakhioba”. Era uma dança com diálogos, também designados de “Satrpialo”, “Sadarbazo”, etc. A dança é composta por cinco partes, mas às vezes tem apenas quatro.

    georgian-folk-dance-c469936660db609bed58

    Olhe para eles e diz-me se esta não é uma das coisas mais graciosas e divinas que já viste!

  • Khorumi _: esta é uma dança de que gosto muito. Refere-se à guerra e a como os antigos georgianos lutaram em batalhas, pois eles combatiam em muitas guerras e batalhas. Khorumi tem origem na região de Achara que está localizada na parte sudoeste da Geórgia e tem belos lugares à beira-mar, onde todos adoram ir no verão. Então, sobre a dança. Pessoalmente, o que eu amo na dança é a exatidão dos movimentos e linhas que os dançarinos alcançam. Agora, no começo, alguns homens saem do palco e eles representam os espiões, que geralmente eram enviados para procurar os territórios próximos e descobrir informações sobre o inimigo ou coisas do género. Então, eles saem e movem-se como se estivessem a ver os territórios. Depois, chamam os outros - o exército. Cerca de 30 ou 40 homens saem em linha, a serem levados por um senhor, os seus movimentos coordenados, no mesmo ritmo e o iguais movimentos. Além disso, têm trajes - roupas pretas com cintos vermelhos na cintura e coisas parecidas a cintos vermelhos na testa, também. Tudo isso é muito bonito, todas as roupas, etc. Isto apenas aumenta o fascínio dos espectadores. A dança incorpora a procura, a batalha e a celebração da vitória do exército. O processo de comemoração também é realmente incrível! Os dançarinos mostram a bravura e coragem que os soldados tiveram durante as batalhas. Esta é uma grande dança de guerra, que todos deveriam ver e se orgulhar.
  • Acharuli: também teve origem da região de Achara onde recebe o nome. Os dançarinos usam trajes coloridos e a dança é divertida e entretem. Os dançarinos fazem alguns movimentos bonitos, tudo se enche de alegria e é por isso que o público ama tanto esta dança. A dança caracteriza-se pela elegância, suavidade e pelo jogo de sedução entre os homens e as mulheres. Ao contrário da dança Kartuli, a relação entre homens e mulheres nesta dança é mais informal e despreocupada. É uma dança feliz, se me perguntares.

    georgian-folk-dance-3c13b5bcab4905feee58

  • Khanjluri: dança que envolve uma competição entre homens e como é que eles podem lidar com as suas facas e assim. Esta é uma dança muito difícil, pois para fazer esses movimentos os dançarinos precisam de praticar muito e, às vezes, até se aleijam a treinar. Eu observei os meus colegas de grupo em aulas de dança a praticarem apenas um movimento horas a fio até acertarem, para que, quando apresentassem no palco, não cometessem erros ou algo assim, e sem se aleijarem. Nesta dança, os pastores vestidos de chokhas vermelhas (roupas masculinas tradicionais) competem uns com os outros usando adagas e facas, e na execução de movimentos complicados. Esta é uma grande dança, que não te vai deixar indiferente.
  • Samaia: Samaia significa dança a três e foi originalmente feita por três mulheres. No entanto, agora inclui mais do que três pessoas, às vezes até nove mulheres em três pequenos círculos. A dança representa a rainha Tamar da Geórgia. Na verdade, ela é mencionada como sendo a rainha da Geórgia, mas, pelo contrário, ela foi o rei do Reino Unido da Geórgia nos séculos XII e XIII, e por isso ela é considerada um rei. Ela foi a primeira e até agora a única mulher na história da Geórgia. A ideia da trindade na dança representa o rei Tamar como uma jovem princesa, uma mãe sábia e o rei poderoso. Esta é uma dança muito graciosa e as mulheres movem-se de forma muito suave e bonita. É suposto serem divinos como a rainha Tamar.
  • Mtiuluri: também teve origem na zona montanhosa da Geórgia e assemelha-se à Khevsuruli. No entanto, nesta dança há uma competição entre dois grupos de pessoas. Eles competem através de diferentes movimentos difíceis, como dançar nos dedos dos pés e joelhos e coisas assim. De seguida, há uma dança de raparigas. Há solos de diferentes dançarinos e logo depois todos dançam, um grande final, todos juntos.

    georgian-folk-dance-1bfa0450fae288593e10

  • Partsa: teve início na região Guria e caracteriza-se pelos passos acelerados, ritmo, clima festivo e colorido. Como as pessoas sabem, os habitantes de Guria são muito rápidos em tudo, seja a dançar, falar ou o que for. Em consequência, esta dança é rápida também, é claro. Durante esta dança, a dançarina é como se voasse no céu. Os dançarinos executam movimentos, que nem imaginas. Eles até "constroem" torres sozinhos e, bem, esta é uma dança que vale a pena veres, em suma. É uma excelente combinação de movimentos que surpreendem os espectadores.
  • Khevsuruli: eu escrevi sobre Khevsureti nos meus outros blogues e descrevi-o com todo o meu coração. É um lugar incrível, nas montanhas da Geórgia, no Cáucaso. As pessoas de lá são excelentes e as suas roupas especiais tornam-nas ainda mais, já que as suas roupas diferem de outras, são muito bonitas, feitas à mão, o que faz com que admires ainda mais estas pessoas. Esta dança representa amor, bravura, coragem, competição, beleza, etc. A dança começa com um casal a namorar. De seguida, outro jovem aparece, também à procura da mão da mulher. Assim começa a luta entre os dois homens, depois outros homens aparecem também - os partidários de cada homem e depois os dançarinos lutam entre eles e a luta pára temporariamente quando a mulher deixa cair o véu entre os dois homens que estão a lutar. Tradicionalmente, quando uma mulher deixa cair o seu véu da cabeça, a luta pára. Mas, quando a mulher deixa a cena, a luta continua e continua ainda mais vigorosamente. Os homens atacam-se uns aos outros com espadas e fazem movimentos fantásticos, como em Khanjluri ou Parikaoba. Às vezes um homem tem que lutar contra três ou quatro outros, etc. Após isto, a mulher entra e, mais uma vez, ela pára a luta com o seu véu. Mas, como provavelmente já adivinhaste, a história não termina aí e cabe à imaginação do público decidir o que acontece a seguir.
  • Kazbeguri: esta dança é feita apenas por um homem e retrata a dureza e coragem do povo da montanha. Kazbegi é um dos locais de atração turística, e muitos turistas vêm à Geórgia apenas para o visitar. Se gostares de caminhadas e outras coisas, este é um lugar excelente para isso. É nas montanhas do Cáucaso, portanto, a dança descreve os homens da montanha no ambiente frio e como eles são duros e difíceis.
  • Kintouri: penso que muitas pessoas apenas ouviram falar de Shalakho. Esta dança é famosa, muito popular em casamentos georgianos, posso dizer, e, geralmente, em todos os lugares. O nome em si “Shalakho” é arménio e a dança é chamada de “Kintouri” em georgiano. Então, havia Kintos em Tbilisi - eram pessoas e comerciantes. Eles tinham essas roupas de seda preta com cintos de prata na cintura, onde tinham um pedaço de pano vermelho. As suas calças eram folgadas e usavam um tipo de chapéu quadrado. Usualmente tinham os produtos na cabeça e andavam pelas ruas de Tbilisi assim. Quando um cliente escolhia algumas mercadorias para comprar, o Kino pegava na mercadoria, enrolava-a no tecido vermelho que tinha no cinto e pesava assim. Os Kintos eram espertos, inteligentes e muito sociáveis. Há fotos deles no rio Mtkvari, reunidos numa festa, etc. Há até mesmo pinturas de Niko Pirosmani (um famoso pintor georgiano) em que os Kintos têm um banquete, uma mesa cheia de Mtsvadi, Shoti, vinho, etc. A dança em si é muito divertida e as pessoas gostam de fazê-la. Representa o quão arrogantes eram esses Kintos e como sempre menosprezavam as outras pessoas, quando, na verdade, eram apenas mercadores.
  • Simd and Khonga: Simdi é uma dança ossétia feita por muitos casais, ao contrário de Khonga. Há um contraste de trajes pretos e brancos na dança, a suavidade dos movimentos, o rigor das formações de linha, isso tudo faz a dança muito bonita. Os dançarinos têm mangas compridas em ambas as danças. E os adereços no cabelos dos dançarinos são muito altos. Khonga ou Invitation Dance é a dança do casamento da Ossétia, na qual os homens dançam na ponta dos pés, o que é muito difícil. Khonga é executada por menos dançarinos.
  • Jeirani: representa a cena de caça e é dançada por uma mulher. Todos conhecem esta dança por causa de Nino Ramishvili - dançarino de balé nacional de Sukhishvilebi. Os seus movimentos graciosos são inesquecíveis.
  • Kharachokheli: Kharachokheli era um artesão da cidade, que trabalhava muito, usava principalmente chokhas negros - o traje nacional masculino na Geórgia, mas ele tinha uma vida despreocupada e adorava vinho, mulheres e festas. Então a dança descreve a vida dele muito bem.
  • Parikaoba: esta é do nordeste de Khevsureti e lembra muito o Khevsuruli. É uma dança de guerreiros, mas há uma garota envolvida, é claro. A rapariga entra à procura do seu amado, enquanto ele está a lutar, ela deixa cair o seu véu entre eles e a luta pára, mas quando ela sai, eles continuam a lutar (é claro! ).

    georgian-folk-dance-374c2ea5c263b37c5d3f

  • Mkhedruli: bem, esta palavra significa cavaleiro e, portanto, Mkhedruli é a dança do cavaleiro. A dança começa num ritmo violento, tornando-se cada vez mais rápida e violenta. As pernas do cavaleiro imitam os movimentos fugazes do cavalo e os movimentos do corpo e do braço dos dançarinos personificam a batalha com o inimigo. Tal como Khanjluri, os dançarinos precisam de muita prática para alcançar a exatidão dos movimentos e dançar perfeitamente.
  • Davluri: dança dos nobres. Retrata a aristocracia da cidade. A dança é similar à Kartuli, mas a "relação" entre os casais é menos formal. Geralmente Davluri é feita por muitos casais, movem-se devagar e suavemente, formam filas, vão em círculos e depois separam-se, de seguida reúnem-se novamente. É uma dança maravilhosa! Tenho a certeza de que todos vocês viram esses filmes, onde os nobres dançam em grandes salas durante os bailes ou algo assim. Esta dança é assim. É como se houvesse uma festa Real ou algo assim e os nobres estão a dançar lá.
  • georgian-folk-dance-2cb4a2216d97170346dd

Agora, depois de todas as coisas que escrevi aqui, penso que vais considerar assistir a algumas das danças georgianas, porque te vão deixar fascinado por esses movimentos e pela elegância. Eu acho difícil acreditar que alguém a ver dançarinos a dançar danças folclóricas georgianas não terá um prazer inesquecível. E, se vires a dança Erisioni ou a Sukhishvilebi, perfeito! São realmente ótimos no que fazem e os movimentos são tão exatos e perfeitos, que vale a pena ver!


Galeria de fotos



Content available in other languages

Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!