Advertise here

Las Fallas

A maior e mais espetacular festa de Valência é "Las Fallas" (ou, em valenciano, "Falles"), que se celebram em meados de março. É uma Comemoração do S. Josep e a palavra "fallas" refere-se tanto à festa como às construções que aparecem nos bairros durante os dias de festa. Ou seja, cada bairro tem a sua própria "Falla". Uma construção muito grande, feita basicamente de papel. As temáticas de cada "falla" são bastante variadas: há "fallas" cujo objetivo é a sátira e outras cujo tema é mais sobre arte ou uma época muito específica. Cada bairro tem a sua própria Falla "normal" e outra, mais pequena, de miúdos. As "fallas" infantis são da mesma temática que as originais - assim há uma harmonia no bairro. Durante "Las Fallas", gente de toda a Espanha, mas também de outros países, vem a Valência para admirar as "fallas" de cada bairro, escolher as que preferem e participar nas festas que duram até dia 19 de março.

Todos os dias e sobretudo cada noite há vários eventos. Os "falleros" e as "falleras" vestem os trajes e vestidos espetaculares (e muito caros como já me disseram) e vão passear pelas ruas. Cada "falla" escolhe a "Fallera Mayor" que é tipo a líder das outras. É incrível ver tanta gente participar num evento deste tipo, a representar os seus bairros com orgulho e felicidade. Até os bebés se vestem a rigor, ainda me lembro das meninas pequenitas que nem sequer podiam caminhar, mas tinham vestido os seus pequenos vestidos de "Fallera" e com o cabelo arranjadinho da maneira típica de "Fallera" e com um sorriso na cara, enquanto estavam no colo das mães - também "falleras".

Todas as manhãs há a "La Despertá" (O Despertar) - e como podem imaginar pela palavra, há orquestras de cada "falla" que acordam todo a gente ao tocarem os instrumentos de maneira festiva e alegre!

Os meus amigos e eu não podíamos faltar às "Fallas" e às festividades. Os hostéis-hotéis-apartamentos estavam alugados já por muitos turistas, por isso nós que já estávamos em Valência tínhamos que aproveitar esta ocasião. Vou escrever detalhadamente sobre alguns momentos específicos das "Fallas" numa outra entrada, mas aqui dou-vos a ideia geral.

Então, cada dia todos nós, os meus amigos do teatro e eu, ficamos a participar nos vários eventos. Lembro-me muito bem da "Mascletá": cada dia às duas da tarde havia fogo de artificio em toda a cidade, mas os mais impressionantes forma na "Plaza del Ayuntamiento" (Praça da Câmara Municipal), no Centro Histórico de Valência. Demo-nos conta que os valencianos adoram mesmo o fogo de artificio. Há noite havia mais fogo em vários locais - lembro-me dos na fonte de Alameda, mas tenho a certeza que havia também noutros lados - estive em tantos lugares diferentes que não me consigo lembrar de todos, mas lembro-me que cada noite, antes de irmos para a festa, estávamos a olhar para o céu de Valência que de repente se convertia num jardim de luzes multicolor. A última noite dos fogos chama-se "Nit de foc" que é valenciano para "noite do fogo".

Durante a noite, os "falleros" e as "falleras" organizam eventos, como concertos ou festas para dançar, ao lado das suas "fallas". Esses eventos chamam-se "verbenas", mas vou escrever em detalhe sobre isto noutra ocasião.

As "fallas" terminam com "la cremá", ou a queima. Uma desta no final das festividades, quando todas as fallas se queimam. Nós, que nunca tínhamos assistido às "Fallas", ficamos muito surpreendidos quando ficamos a saber pela primeira vez da "Cremá". No entanto, os valencianos, que já estão acostumados a isto e para eles tudo é absolutamente normal, olhavam para nós divertidos e explicavam-nos, tranquilamente, que simplesmente "é assim que se faz" e que "sem a 'cremá' não há 'fallas'". Realmente se calhar é isso que faz as "Fallas" ainda mais especiais: aquela sensação que não vai durar para sempre. Talvez isto nos faça desfrutar ao máximo esses cinco dias.

No final das festas, haviam muitos prémios para as melhores "fallas". Ainda que os meus colegas de teatro espanhóis me tenham tentado explicar o método de avaliação, ainda estou um bocado confusa, por isso nem vou tentar explicar. A única coisa que posso dizer é que há diferentes prémios para as "fallas normais" e para as infantis, e que há um bom número de prémios variados para cada categoria de "fallas" - e acho que as categorias estão feitas de acordo com o tamanho e altura de cada "falla".

"Las Fallas" é uma festa muito importante para os valencianos. Eu, antes de estar em Erasmus em Valência, também desconhecia esta tradição. Mas agora já fiz parte desta festa e tenho as melhores recordações desses cinco dias. Porque não só pude conhecer uma parte muito especial da cultura valenciana, mas também porque pude lá estar com os meus amigos e celebrar-la ao máximo.



Content available in other languages

Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!

Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!