Advertise here

Estágio em Madrid

Alojamento:

Tudo o que posso dizer é, acho que as coisas nunca iriam correr tão bem como correram, senão fosse a página do Facebook, que foi criada para publicar trabalhos de assistente de professor(a) de línguas, e que é também onde está toda a maior comunidade expatriada de Ingleses que vivem em Madrid.

Em relação ao alojamento, pessoalmente, não sou grande fã da ideia de viver num hostel enquanto procuro casa, e muito menos com uma enorme bagagem, feita para um ano inteiro. E essa foi a razão pela qual me juntei a um grupo de pessoas que estava à procura de cada na mesma zona, o que me poupou imenso tempo e dinheiro. Primeiro, fiz um post a dizer onde era o meu local de trabalho, para ver se havia pessoas à procura de casa na mesma zona. Felizmente, informaram-me que a maioria das pessoas em Madrid vai para o trabalho de transportes.

Depois de obter esta informação soube que não me devia restringir a apenas uma zona, por isso optei por ficar a viver em “Alcalá de Henares”, que é uma pequena cidade no este de Madrid. Ao ter ficado a viver nesta zona, tive de fazer todos os dias uma viagem de 25 minutos até ao trabalho, mas à mesma pude ficar a viver numa zona popular, muito bonita, com uma renda muito mais barato e um estilo de vida com mais qualidade, porque estava longe de toda a vida agitada do centro da cidade. E tinha tudo a uma pequena distância de comboio. Não demorou muito tempo até alguém me escrever a dizer que também estava à procura de casa na mesma zona. Depois de falarmos, unimos forças e encontrámos um apartamento bonito, onde ficámos a viver com um(a) Espanhol(a), um(a) Italiano(a) e um(a) Inglês(a). Era uma casa multicultural.

Viagem/Transporte:

Tenho de tirar o chapéu para com os transportes públicos de Madrid. São realmente muito bons. Se tiveres menos de 26 anos, podes fazer um “Abono Joven”, um passe de transporte (Passe de Viagem para os Jovens), que te dá viajes ilimitadas e apenas tens de carregar com 20 euros todos os meses. O cartão apenas te dá acesso ao transporte público dentro da área de Madrid ((“Madrid Renfe Cercanías”, metro e autocarros). Este sistema é muito benéfico, especialmente quando as férias de Natal se aproximam, por nunca tenho de me preocupar com o facto de os transportes públicos chegaram ou não a tempo ao aeroporto, porque são incrivelmente pontuais, algo que eu adoro imenso! E também não existe qualquer tipo de problema em chegar ao aeroporto de táxi.

Para solicitar um cartão podes preencher o formulário online, e faz o mais cedo que puderes, porque a procura é enorme, e o processo pode demorar algum tempo. Podes pedir o passe neste link.

Para além disso, devido à localização de Madrid, é muito fácil visitar todo o país, graças à imensidade de rotas de transportes que a AVE disponibiliza. Também podes encontrar aqui imensos voos baratos. Por último, o “Metro de Madrid Oficial”, é uma aplicação para o telemóvel, a qual recomendo bastante, porque calcula-te rapidamente a rota mais curta desde a localização A até à localização B. Viajar em Madrid não podia ser mais fácil.

Estágio:

O meu estágio foi numa escola bilingue e foi uma excelente experiência desde o primeiro dia até ao último. Antes do estágio, eu estava indecisa sobre se queria ou não ser professora de primária. E agora, finalmente, posso dizer-vos que esta questão foi respondida, e o meu estágio ajudou-me a tomar uma decisão. O tempo passou tão depressa e eu estava a ensinar tópicos focados nas ciências sociais e naturais e a ensinar artes e ofícios a crianças, tudo em Inglês, enquanto ao mesmo tempo falávamos da gramática e fazíamos diálogos. Já sabem o que se diz: "Se escolheres algo que pelo qual és apaixonado(a), não terás de trabalhar um único dia na tua vida".

Os cérebros das crianças são como esponjas, e a diferença, comparando desde outubro a junho, foi incrível. Os professores com os quais trabalhei eram bastante acolhedores, inclusivos e apoiavam-me muito tanto dentro como fora da sala de aula. Como durante todo o meu estágio era assistente de diversos professores(as), deu para os conhecer melhor. Andava de aula em aula e passava muito tempo com eles(as). Eventualmente, fui ganhado bastante experiência com diversos métodos de ensino, com os seus hábitos e no geral como gerir uma aula. Costumava dizer a mim mesma que: "Quanto mais envolvida estiveres no teu estágio, melhor proveito irás tirar. "

Atividades:

Foi uma grande coincidência que a strong>Madrid Harps GAA team treinava duas vezes por semana perto do sítio onde eu vivia, por isso eu decidi juntar-me à equipa. Era muito bom ter algo que me lembrava a minha casa durante o tempo em que estive a viver no estrangeiro, e poder conhecer pessoas que estavam a fazer o mesmo que eu. Esta é uma boa ideia, especialmente para aqueles que possam sentir muitas saudades de casa, porque algumas vezes estar longe pode ser um pouco difícil. O sentimento que havia na comunidade Irlandesa ajudou-me, sem dúvida alguma, a viver em Madrid. Conhecer o treinador de futebol dos Vicálvaro, e ter um pouco de emoção ao fazer exercício foi ótimo. A equipa de futebol deu-me a oportunidade de poder viajar pelo país durante os fins de semana. Para dar um exemplo, houve um fim de semana do qual nunca me esqueci, que fomos a Barcelona para a Competição Ibérica de Futebol, onde tanto a equipa masculina como a feminina ganharam a taça. Durante esse fim de semana as celebrações ao jantar foram inesquecíveis.

Vê a nossa página de Facebook aqui. Para além de que durante todo o ano muitas maratonas são feitas em Madrid. Podes saber mais informações sobre os futuros eventos aqui.

Tempo:

Não te deixes enganar, Espanha NÃO é só sol durante todo o ano. No último ano Madrid teve um inverno muito rigoroso, e quando a primavera estava a aproximar-se não vimos grande melhoria. Traz contigo os casacos e as botas de inverno, e não te deixes enganar. No entanto, uma coisa é garantida, Madrid é sazonal. Em maio/ junho o tempo começa a melhorar, e o melhor é teres o teu passe de transportes para que possas ir à piscina local. Não te esqueças que a cidade tem um clima húmido e a temperatura média ronda os 29ºC. Irás adorar ir para a piscina relaxar e refrescar-te um pouco.

Idioma:

Eu acredito plenamente de que se queres aprender um idioma, o melhor é emergires-te na cultura. Todos os dias irás aprender vocabulário novo e algumas vezes irá acontecer sem que te dês conta. Desde abrir uma conta bancária no início do ano, ou até mesmo a fechar a mesma; desde ir pedir por um cartão de identificação para estrangeiros ou até o simples acto de ir ao médico... irás ter de enfrentar desafios deste tipo enquanto estiveres a viver fora. Fazendo conquistas, como as que mencionei, irás aumentar a tua confiança e as tuas habilidades linguísticas. No início pode ser um pouco stressante, mas assim que conseguires fazer tudo o que queres, é um grande alívio!

Como eu estava a trabalhar numa escola bilingue, o meu trabalho era ensinar Inglês e por isso decidi que era bom para mim ir a umas aulas de Espanhol durante a tarde, de segunda-feira à quinta-feira. No meu dia de boas vindas, informaram-me que La Escuela Oficial de Idiomas, uma escola de línguas que tinha aulas muitos boas a um preço razoável. E gostei imenso das minhas aulas de Espanhol neste local. Existem diferentes Websites de diferentes escolas em Madrid, e apenas tens de escolher aquela que é melhor para ti de acordo com a tua localização.

Problemas Sociais:

Para ser completamente honesta, nunca me senti insegura enquanto estava a viver em Madrid. Pela minha experiência é uma cidade bastante segura. No entanto, a pobreza é um grande problema em Espanha e isso pode trazer problemas sociais. Por exemplo, há um problema em particular do qual eu também fui vitima: carteiristas. O meu conselho é que tenham cuidado com as vossas coisas, e mantenham-se atentos. Especialmente nos transportes públicos como o metro. O meu telemóvel foi roubado por um carteirista numa das linhas do metro que estava cheio de pessoas. Eu nem senti nada. Claro que fiquei completamente devastada, e nem queria acreditar no que me tinha acontecido. Tudo o que podia fazer era reportar à segurança. Pobreza pode ser visto em todo o lado: existem pessoas a pedir nas ruas, nos comboios e até se vê pessoas a mexer nos caixotes do lixo à procura de comida ou de roupa. Testemunhar tanta pobreza foi uma experiência difícil para mim, apesar de que parecia que não afetava as outras pessoas... Apenas fiquem preparados.

Visitar a cidade:

Apesar da cidade ter os seus próprios problemas, para mim, Madrid tem imensos sítios bonitos para oferecer. Mencionando alguns: dá um passeio pelo "Parque del Retiro" quando tiveres algum tempo livre, onde podes alugar um barco para andar no lago, enquanto vês o monumento dedicado ao Rei Alfonso XII, visita o Palácio de Cristal, visita algumas das exposições de arte, vê os espetáculos de rua, vê os pavões que andam à solta, anda de patins...este parque é enorme e é de uma grande beleza natural e é um dos meus sítios preferidos em Madrid para me escapar da confusão.

Templo de Debod: este é um templo que foi doado pelo Egípcios. Originalmente estava no Vale de Nile, mas foi necessário relocalizá-lo devido à barragem que estava a começar a ser construída. Agora está localizado em Madrid. Recomendo uma visita ao seu interior, antes de veres o exterior e ficares a apreciar o pôr do sol.

Comida:

Finalmente, se fores um(a) fã de comida ou de bebida, ou até dos dois, o Mercado de San Miguel é o sítio a ir. É um adorável tradicional mercado Espanhol, para provar as típicas tapas espanholas e alguns vinhos e cervejas tradicionais. Apesar de ser um pouco caro, continua a ser mais barato do que os padrões irlandeses, por isso está ótimo para mim! Em particular, há uma bebida, pela qual ganhei muito apreço, e que sempre que um amigo meu me vem visitar a Espanha lhe dou a provar: o tinto de verano. É uma bebida de vinho (vinho mais gasosa, acabando por ser uma bebida carbonada, ou vinho com limonada). Alguns bares até a servem de maneira diferente. Por exemplo, o "Bar Lady" que era o sítio onde nos costumávamos encontrar depois do treino, costumavam colocar um pouco de cerveja no topo para lhe dar um toque extra! E esta bebida é religiosamente acompanhada por as tapas gratuitas, o que é fantástico! Os bares suburbanos normalmente são mais tradicionais, por isso podes esperar que para acompanhar a tua bebida te sirvam snacks típicos.

Podes ver o meu álbum de fotografias, para que possas descobrir um posso mais sobre Madrid:


Galeria de fotos



Content available in other languages

Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!