Advertise here

Monte de São Pedro, Corunha


  - 1 opiniões

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade

Traduzido por Rita Cruz — um ano atrás

Texto original por Maria Fernandez

Parque de São Pedro, A Corunha:

No outro dia, aproveitando que na Corunha começam os dias de sol e o aumento da temperatura, decidimos ir visitar o Parque de São Pedro.

É um ponto turístico fundamental na Corunha, e um dos parques mais famosos da região. Com uma grande história, nos dias de hoje, o parque é muito mais conhecido e frequentado, não devido à sua história, mas sim devido às fantásticas paisagens que oferece sobre a cidade. Está situado numa pequena montanha que fica na periferia, oferecendo vistas da grande parte da baía da Corunha.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

A Corunha tem uma costa muito estranha, estando orientada para o mar, mas devido à sua forma, tem mar em todas as direções. Desde que vim morar para a cidade, demorei bastante tempo a fazer um esquema mental da mesma, porque, para mim, era difícil imaginá-la sem mar em toda a parte. Mesmo estando a viver na cidade, e recorrendo a mapas, ou ao Google Maps na internet, não conseguia encontrar as ruas que precisava.

Com o passar dos anos, finalmente consegui fazer a minha própria imagem mental da cidade, e ir ao Parque de São Pedro é uma grande ajuda para isso, porque o miradouro oferece uma paisagem perfeita para o litoral, e também porque dá para ver como o mar delimita a cidade.

O parque situa-se no alto de uma urbanização, “Los Rosales”.

História:

Parece que outrora esta montanha era uma duna fóssil que atingia o mar por mais de 28. 000, calculando um nível do mar a 50 metros abaixo do nível atual. Ainda assim, nunca se encontrou nenhum facto arqueológico. Esta parte de terreno foi dedicada à agricultura (a diferentes cultivos, cuja área foi delimitada por muros de pedra) e à pecuária.

Face à situação de escassez de água, no século XVII, construiu-se um aqueduto, para que este transportá-se a água da nascente da montanha até à cidade. Levando a água até às fontes da Praça de Santa Catarina ("Plaza de Santa Catalina") e da Praça da Fama ("Plaza de la Fama").

Só a partir de 1912 é que a montanha passou a pertencer à Corunha, porque até esse ano pertencia ao concelho de Oza (cuja paróquia de São Pero de Visma, onde está a montanha, fazia parte de Oza), posteriormente a cidade passou a integrar-se também no concelho da Corunha.

Passados 20 anos, antes da situação de guerra, o terreno passou a ser propriedade do exército dada a situação privilegiada da montanha, e assim foram instalados os emblemáticos canhões, que são a representação da montanha de São Pedro nos dias de hoje.

Com a resolução dos conflitos de guerra, a função dos canhões passa a carecer de sentido e, é então, que os terrenos voltam a fazer parte do concelho da Corunha, momento no qual se dá início à reabilitação da área. Era uma zona um pouco marginalizada dentro da Corunha, devido a ter sido propriedade do exército, e deixou um rasto de pobreza. Só quando o exército começou a ceder as terras do concelho, é que este começou a mostrar interesse pela sua própria reconstrução e, posteriormente, deu-se início às obras.

Atualmente, em toda a urbanização existem centros comerciais, locais de lazer, grandes áreas de jardins, parques de estacionamento e numerosas áreas de edifícios e de vivendas. Graças à reabilitação do parque, hoje em dia as pessoas podem desfrutar de uma área de lazer, com grande carga histórica para a cidade e para a comunidade galega, assim como um estupendo miradouro.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

O Parque de São Pedro é relativamente novo, sendo que foi inaugurado em junho de 1999. Tendo uma superfície de, aproximadamente, uns 78. 000 m2, e constitui um dos principais destinos turísticos da cidade, tanto para turistas como para os próprios visitantes que vêm para desfrutar das suas paisagens.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

O Parque tem extensas zonas verdes, tem as históricas armas costeiras, um restaurante, uma zona de merendas com churrasco, um espetacular miradouro e um observador - miradouro da famosa cúpula, no centro do Parque.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Hoje em dia, o espaço foi reabilitado para que se possa apreciar melhor o miradouro, vendo toda a cidade. Porém, conservando os restos da sua anterior função, já que antigamente, esta montanha constitua um ponto defensivo da cidade. No entanto, se conservaram os canhões da costa, inclusive as balas que foram disparadas contra os mesmos.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Hoje, a presença de estes canhões para além de recordarem a história, são uma das principais imagens mais típicas da Corunha, sendo ainda um ponto onde se pode apreciar o fantástico pôr-do-sol.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Para além dos canhões, também há refúgios subterrâneos ou quartéis, da época em que esta montanha era o centro defensivo da cidade.

Um pouco de História: os emblemáticos canhões da Montanha de São Pedro:

Estes canhões formaram parte da defesa costeira durante o período de entre guerras da primeira metade do século XIX. Posteriormente, deixou-se ao abandono durante muitos anos, até que a cidade tomou a decisão de começar a sua reabilitação.

Os seus canhões Vikings, com um comprimento de 17 metros, foram transportados pelo mar até chegar à sua localização central, tudo isto através de trilhos portáteis. Em dezembro de 1933, foram inaugurados estes artefactos. Desde então, até o ano de 1977, realizaram-se apenas 19 disparos, ao longo de 40 anos.

Os seus projéteis de 885 Kg, alcançavam os 98 Km, o que assegurava a proteção dos mares galegos e das cidades da Corunha e de Ferrol.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

O que se pode ver no Parque de São Pedro?

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

No parque podemos encontrar diferentes zonas de jardins e alguns lagos em zonas mais isoladas do mesmo, onde até há alguns anos atrás havia patos. Quando vais avançado mais, irás ver diferentes perspetivas da cidade, alguns caminhos de alcatrão, outros mais "rurais" entre a vegetação, e ainda alguns trilhos ao longo da montanha.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Cúpula Atlântica - Miradouro - Observatório de São Pedro:

Recentemente, um dos maiores atrativos deste parque passou a ser a famosa cúpula, que no seu interior tem um miradouro que oferece uma vista de 360º.

Este centro é um observatório, para além de que permite ao visitante ser transportado por os diferentes lugares mais famosos da cidade corunhesa. Tudo isto graças a vários ecrãs, sendo que cinco deles são táteis (um dos quais permite o acesso a pessoas descapacitadas), e eles ainda permitem conhecer a história e dados curiosos sobre a cidade.

Para além da sua função de observatório, a cúpula tem também um depósito de água sobre o qual se constrói o miradouro. No primeiro andar da cúpula está situado o miradouro, com algumas escadas, mas sempre com a parte da frente aberta ao exterior, para que se possa desfrutar das paisagens a 360º graus. Tanto pelas escadas como pelo elevador (também pensado para o acesso e para a interação para pessoas descapacitadas), pode-se subir ao segundo andar, cuja superfície é de 664 m2. Aqui pode-se encontrar a parte mais interativa e didática. Os meios de interação são constituídos por um conjunto de ecrãs, que permitem acesso a dois formatos distintos da paisagem.

  • A vista dinâmica: tem 6 ecrãs, que à vez passa reportagens e documentários, sobre a origem da cidade e sobre o estilo de vida dos seus habitantes locais.
  • A vista indiscreta: cada um dos 6 ecrãs funcionam separadamente, explicando sobre a torre de Hércules, o porto exterior, o parque de Santa Margarita e o parque de Bens, e ainda o Castelo de San Antón, alguns dos lugares mais emblemáticos da cidade.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

O Labirinto:

Já fora da cúpula, outra das opções de lazer, é um curioso labirinto (onde mais do que uma vez, custou-me um pouco a encontrar a saída, apesar do seu desenho ser relativamente fácil), feito com plantas italianas. Os sebes constituem paredes de dois metros de altura, o que faz com que percas o sentido de orientação lá dentro. Porém, quando entras pela primeira vez, sem conhecer o local, é muito divertido tentar encontrar a saída.

Monte de São Pedro, um miradouro no alto da cidade!

Restaurante - Cafetaria:

Há um situado na entrada, mesmo do lado direito onde existe o parque infantil, e é um restaurante privilegiado com cafetaria e com toda a zona frontal envidraçada, oferecendo uma vista totalmente privilegiada para toda a cidade, podendo ser vista desde cima.

Todas as pessoas que conheço têm a mesma opinião: tanto o serviço, como o local valem muito a pena, porque são bastante bons, já para não falar da elevada qualidade da comida. A carta é fundamentalmente baseada em pratos típicos galegos, porém não é algo para todos as carteiras, porque os preços são elevados.

Se for do interesse de alguém, podem visitar este link que contém toda a informação. É interessante dar uma vista de olhos, para além de que acho que é preciso fazer uma reserva com antecipação.

Informações:

  • Telemóvel: 981 100 823
  • Horários: Domingos a quintas-feiras, das 13:30 horas até às 15:30 horas. Sextas-feiras, sábados e vésperas de feriados, das 13:30 horas até às 15:30 horas, e das 21:00 horas até às 23:30 horas.

Em frente ao restaurante, há uma esplanada para os clientes do restaurante, que percorre o redor da montanha, e que oferece paisagens fantásticas da cidade e da baía.

O elevador panorâmico:

Em 2006 construiu-se um elemento que aumentou a atratividade do local, que leva o turista desde a zona mais baixa até ao topo da montanha, numa inclinação de quase 100%, e cuja viagem dura 3 minutos e 20 segundos. É uma esfera feita totalmente com vidros e é transparente, tendo uma capacidade para 25 passageiros, tem uma panorâmica para toda a Enseada de Orzán.

As opiniões sobre esta viagem diferenciam bastante, e no geral depende se perguntas a uma pessoa da Corunha ou a alguém de fora. No geral, as pessoas que vêm de outros locais são as que ficam mais impressionadas, mas, de qualquer forma, dizem que é algo que não voltariam a fazer, porque ficaram encantados(as) de o ter feito só uma vez. A paisagem apesar de ser linda, é um pouco dececionante, porque não diferente muito do que se pode ver a partir do topo, e onde não é preciso pagar nada.

Como chegar à Montanha de São Pedro?

Para chegar existem várias opções: de carro, de autocarro, andando ou indo de elevador. Fica localizada no topo de uma urbanização. Uma vez que chegues ao “Los Rosales” (nome do bairro/ urbanização), podes perguntar como chegar, mas ao andares um pouco pela cidade irás ver que existem bastantes indicações de como subir até à montanha.

Se quiseres vir de carro, neste parque há estacionamento gratuito para os visitantes.

Por outro lado, podes também apanhar um autocarro a partir de qualquer ponto da cidade que irá te levar até aos "Los Rosales", e depois a partir daí podes ir a pé. No caso de não quereres andar tanto podes também apanhar outro autocarro, os que te deixam mais perto do local são os autocarros da linha número 12 e os da linha número 14.

Desde "Los Rosales", a única coisa necessária a fazer é seguir as indicações até à Montanha de São Pedro. Há uma pequena encosta que é necessário subir para alcançar o topo, mas o desnível não é muito, por isso pode-se dizer que é uma caminhada fácil, para além de estar apta a qualquer pessoa. É perfeitamente viável a opção de ir andando. Para além de que todo este passeio oferece-te uma fantástica vista para a cidade.

Para aceder ao elevador o caminho é diferente. É necessário ir pelo calçadão ao pé da costa, até que encontres uma elevação na encosta da montanha. A esfera está escondida em baixo da estrada, dentro de um acesso feito especialmente para o elevador, ou seja, normalmente não dá para vê-lo.

Preços e horários do parque:

O preço da entrada para o parque é totalmente gratuito, não existe nenhum custo.

Os horários para aceder ao Parque de São Pedro são os seguintes:

  • Durante a época do inverno, que dura desde o dia 1 de outubro até ao dia 30 de abril, o parque está aberto durante toda a semana, à exceção de domingo.
  1. Segunda-feira, terça-feira, quarta-feira e quinta-feira: desde as 11 horas da manhã até às 20 horas da noite.
  2. Sextas-feiras e sábados: desde as 11 horas da manhã até às 20 horas da noite.
  • Durante a época de verão, que dura desde o dia 1 de maio até ao dia 30 de setembro, o horário é único:
  1. Todos os dias: desde as 10 horas da manhã até às 22 horas da noite.

Os horários, preços e frequência horário do elevador panorâmico:

O preço do elevador é de 3 euros por viagem (seja para subir ou para descer).

Para além de que este serviço pode ser previamente alugado, de maneira a que seja para uso privado, mas sempre fora dos horários de serviço diário, sendo que os preços variam desde os 300 euros (durante umas 4 horas), ou por 100 euros (por uma viagem de ida e volta).

Horários:

Durante a época de inverno, que dura desde o dia 1 de outubro até ao dia 30 de abril, o elevador está à disposição do visitante durante toda a semana, à exceção do domingo, que é o dia em que fecha o parque, assim como às segundas-feiras que é fechado para manutenção:

  • Terças-feiras, quartas-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras: desde as 11:30 horas da manhã até às 19:30 horas da tarde.
  • Sábados: desde as 11 horas da manhã até às 21 horas da noite.

Durante a época de verão, que dura a partir do dia 1 de maio até ao dia 30 de setembro, o horário é unico:

  • Todos os dias: Das 11:30 horas da manhã até às 21 horas da noite.

Frequência:

Não existe um horário predefinido de subida e de descida, invés disso funciona de acordo com o número de pessoas que estejam à espera da viagem.

No geral, o elevador começa a viagem de descida por volta das 11 horas da manhã, e realizar a primeira subida às 11:45 horas. A partir desses horários as viagens saem a cada meia hora, porém, como vos disse antes, esta frequência pode ser modificada de acordo o número de visitantes.

Os horários e os preços da "Dome Atlântica":

O preço do bilhete de entrada é de 2 euros.

Horários:

Durante a época de inverno, que dura desde o dia 1 de outubro até ao dia 30 de abril, o miradouro da Cúpula Atlântica está aberto durante toda a semana, à exceção dos domingos e das segundas-feiras, devido ao parque estar fechado para manutenção (assim como o elevador):

  • Terças-feiras, quartas-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras: desde as 11:30 horas da manhã até às 19:30 horas da tarde.
  • Sábados: desde as 11 horas da manhã até às 21 horas da noite.

Durante a época do verão, que dura desde o dia 1 de maio até ao dia 30 de setembro, o horário é único.

  • Todos os dias: Das 11:30 horas da manhã até às 21 horas da noite.

Outros preços para aceder à Dome e ao elevador:

Preço reduzido: 1, 5 euros por cada viagem (ida ou volta) - para as pessoas com idade superior a 65 anos, pessoas com cartão jovem ou grupos com visita reservada.

Custo zero: Para os menores de 8 anos, grupos educativos da Corunha (mediante reserva), ou visitas patrocinadas pela Câmara Municipal.

No caso de ainda teres alguma dúvida, encontrarás aqui tudo o que precisarás de saber, na página online.

Galeria de fotos



Dá a tua opinião sobre este lugar!

Conheces Monte de São Pedro, Corunha? Partilha a tua opinião sobre este lugar.

Dá a tua opinião sobre este lugar!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!