Já sabe o seu destino? As melhores ofertas de alojamento são as primeiras a serem vendidas, não as perca!

Quero encontrar uma casa AGORA!

Praça de São Marcos


  - 1 opiniões

A Praça de São Marcos e dos pombos

Publicado por flag-pt Inês Melo

Estava complicado encontrar a dita cuja praça que foi tão falada no livro Inferno de Dan Brown.

Toda a minha curiosidade relativa a esta praça, e devo admitir que só soube da sua existência graças ao grande Dan Brown que pôs as personagens principais a correr de uma ponta à outra da praça e a entrar num dos edifícios.

Portanto, na minha opinião, o Dan Brown devia ser o santo padroeiro de Veneza.

Inicialmente, enquanto procuravamos pela dita cuja, estávamos à espera de uma praça "grandita" mas não sabiamos ao certo o que esperar.

A grandeza da praça é, de facto, um detalhe importante no que toca à sua beleza.

Eu e o meu colega, tentamos fazer uma estimativa do número de pessoas que se encontravam ali, naquele momento, mas desistimos. Porque qualquer número parecia pouco.

A praça é uma especie de retângulo gigante.

3 dos 4 lados são constituídos pelo Palácio Ducal.

A Praça de São Marcos e dos pombos

Do outro lado está a belíssima Basílica de São Marcos.

A Praça de São Marcos e dos pombos

Um dos meus pontos de guia para encontrar a praça foram os 4 cavalos da Basílica, tão falados no livro e não só.

A dar nas vistas, também, o grande e famoso Campanário de São Marcos que pelos vistos, segundos fontes, tem um papel importante e decisivo num dos filmes de James Bond.

A Praça de São Marcos e dos pombos

Mas a praça não são só os edifícios. Longe disso!

São os cafés, com esplanadas cheias de gente em que algumas há pequenos grupos de músicos a tocar ao vivo;

As pessoas de todos os cantos do Mundo a fazer parar o transito para admirar a paisagem ou para tirar uma selfie;

E claro, os pombos.

Parece matéria de rir, mas não. Os pombos fazem já parte da Praça de São Marcos. E eu posso confirmar esta afirmação porque eu queria comprar um pingente para a minha mãe, que se relacionasse com Veneza, e a senhora (entre outras alusões) mostrou um com uma pomba que representava a Praça de São Marcos.

Pois bem, elas são, de facto, bastantes. Arrisco-me a dizer que quase tantas como pessoas.

Também cheguei a ver 3 ou 4 gaivotas mas nada que se comparasse ao pombos.

Mas é engraçado ver como existe uma espécie de simbiose entre as pessoas e os pombos. As pessoas dã comida, e os pombos dão...

E, por último, mas não menos importante, os vendedores de rosas e paus de selfies.

Isto sim, é uma praga.

Não lhes olhes diretamente nos olhes!

Nem tires fotos enquanto eles estão perto! Senão és logo abordado por um deles: "selfie? selfie? selfie? selfie? selfie? selfie? selfie? ".

Caso vás acompanhado/a, separem-se.

Porque eu vi um caso em que um casal passeava descontraidamente e, enquanto a senhora segurava na filha ao colo, um vendedor colocou-lhe uma rosa. A senhora agradeceu e disse que não queria. O vendedor acenou dizendo que era para ela. A senhora voltou a recusar e o vendedor voltou a insistir. A mãe e esposa, desistiu (coitada) e continuou a andar junto do marido e do vendedor. Isto porque, o vendedor começou a acompanhar o casal, caminhando ao lado deles com um grande sorriso na cara, como quem diz "já aceitaste, tens de pagar". E ao fim de alguns segundos, o marido lá tira 2€ da carteira pela rosa "oferecida. "

Por isso cuidado, casalinhos. Ninguém dá nada a ninguém!

E isto tudo, (e provavelmemte muito mais) faz a praça de São Marcos.

Uma praça tão poderosa e acolhedora e atrai todo o tipo de pessoas e aves.

Não conseguimos entrar em nenhum dos 3 edifícios porque as filas eram gigantes, o tempo estava contado e ameaçava chover. E, pelos visto, para nós isso era impedimento.

É obrigatório ir!

Vale muito a pena.

Galeria de fotos



Conteúdo disponível noutras línguas

Dá a tua opinião sobre este lugar!

Conheces Praça de São Marcos? Partilha a tua opinião sobre este lugar.

Dá a tua opinião sobre este lugar!

Mais lugares nesta cidade


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!