Advertise here

Ginásios da Roménia

Publicado por Catarina Serrano — um ano atrás

Blogue: Vida em Iasi
Etiquetas: Blogue Erasmus Romênia, Romênia, Romênia

Em Portugal há um ginásio em cada esquina, na Roménia nem por isso. Quando vim para cá, estive duas semanas à procura de um para me poder exercitar, porque nem pensar que iria passar quatro meses a ficar flácida, chegava a Portugal e a minha mãe não me reconhecia. Em duas semanas andei às voltas, pesquisei na internet ginásios e tentei guiar-me pelo GPS até eles indo parar a becos sem saída. Consegui por fim encontrar um, graças à ajuda de um colega meu romeno. 

O preço do ginásio é dividido em 3 categorias:

  • Cardio
  • Musculação
  • Cardio e musculação

Em Portugal o preço do ginásio divide-se entre musculação e aulas de grupo, porque está subentendido que quem quer fazer musculação precisa de aquecer numa passadeira ou bicicleta primeiro, no entanto, aqui não é assim. Aqui se as pessoas quiserem fazer aquecimento primeiro, têm que pagar mais, assim como há pessoas que pagam ginásio só para ir para a passadeira.

Preçário

  • 20 euros por mês para usar só as bicicletas e as passadeiras
  • 20 euros por mês para quem quiser só usar a sala de musculação
  • 32 euros para quem quiser utilizar a sala de musculação, as bicicletas e a passadeira
  • 109 euros a mais para quem quiser o acompanhamento de um personal trainer
  • o preço das aulas de grupo também é à parte, mas neste momento não me recordo de qual seja

Personal Trainer

O que tenho visto é que não são pessoas muito interessadas nos clientes, pois não corrigem a postura, nem ensinam a maneira correta de efetuar o exercício, assim como são exercícios muito rudimentares e sem nada de especial, eu não pagava 109 euros para ter aquele acompanhamento.

Em Portugal há sempre alguém que vigia os clientes e vê se eles estão a fazer os exercícios de forma correta, assim como estão lá para quando o cliente precisa de ajuda ou tem alguma questão, na Roménia não há ninguém, exceto um velhote que costuma estar de gorro a vigiar a sala, mas nunca o vejo a intervir com os clientes que estão a fazer mal os exercícios e eu já vi bastantes a fazerem mal, não é que eu seja uma especialista, mas já tenho alguma experiência. 

Além disto, só sei quem são os personal trainers devido a vê-los ao balcão da receção e a utlizar uns cacifos especiais, fora isso não saberia, pois não usam nada que os identifique como tal.

Comportamento das pessoas no ginásio

Num ginásio em Portugal toda a gente sabe que quando usa halteres, barras, ou coloca peso nas máquinas quando termina de usar o que tem a fazer é colocar no sítio onde estava, aqui isso não acontece. As pessoas deixam os halteres espalhados em qualquer sítio, os pesos que metem nas máquinas não são arrumados, se quero usar uma máquina tenho que andar a arrumar pesos de quase 100 kg, porque esses "campeões" de pesos pesados desconhecem as regras cívicas dos ginásios.

Fora isso, o resto é igual, homens a fazer gemidos e a mandar gritos de esforço enquanto levantam peso, mulheres de batom e base a treinar, pessoas que ficam do principio do treino até ao fim na mesma máquina (o que me enerva bastante, porque eu quero usar e não posso, visto que está lá alguém que passa mais tempo à conversa e a descansar, do que a utilizar realmente a máquina), pessoas que vão para lá tirar a foto em frente ao espelho para partilhar no instagram.

Limpeza

O suposto é a/o empregada/o limpar o ginásio quando está fechado, não quando andam clientes a circular, correndo o risco de escorregar e partir alguma coisa. Não sei como é nos outros ginásios da Roménia, mas no meu a empregada anda lá a limpar enquanto treinamos, pelo menos tenho a certeza absoluta de que é sempre limpo.

Receção

No ginásio que eu frequento a receção está quase sempre vazia, a rapariga que supostamente lá deveria estar desaparece não sei para onde, portanto qualquer pessoa pode entrar lá dentro, logo não há controlo de entradas e saídas de clientes, portanto eu poderia não pagar o próximo mês e eles não me iriam dizer nada, só pago porque a minha consciência assim o diz, porque podia muito bem andar lá sem pagar nada.


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!