Advertise here

As Luzes do Norte


Olá a todos!

Nesta publicação vou dar-vos alguns concelhos de como tirar boas fotografias das famosas luzes do norte - as famosas auroras boreais!

A Islândia é um dos melhores sítios do mundo para se ver auroras boreais . Não existem muitos sítios onde se consiga ver este fenómeno mas a Islândia está no meio de uma área geográfica única com uma grande probabilidade para se ver estas luzes! Nunca irá saber ao certo quando as luzes do norte irão fazer uma aparição, mas caçá-las é uma experiência memorável. De meados de novembro a meados de janeiro, as terras ao norte do Círculo Polar do Ártico experienciam a noite polar, um período em que o sol nunca se eleva acima do horizonte. Esta é a melhor época do ano para ver as luzes do norte, e há muitas maneiras de vê-las. E durante o dia, enquanto espera pelas luzes do norte, a ilha oferece muitas atividades de aventura, por exemplo:trenós puxados por cães, observação de baleias, raquetes de neve, motos de neve, etc. Há sempre uma abundância de vida selvagem por perto: as águias-marinhas e focas ficam a uma curta viagem de carro do centro da cidade. Afinal, a Islândia está situada no centro dos mais belos campos do Ártico. A ilha é cercada por montanhas, cascatas, rios, géiseres e belíssimos fiordes!

Tirar fotos da aurora boreal não é assim tão simples... na verdade, é um verdadeiro desafio! E esqueçam usar o vosso smartphone de última geração, pois as fotos irão ficar péssimas, mesmo que fosse o melhor fotógrafo do mundo! Pessoalmente, antes de partir para a Islândia, instalei uma aplicação para tirar fotos noturnas, cujo nome é "Night Camera", que foi bastante útil, mas mesmo assim as fotos que tirei com o meu I-Phone 7, usando essa aplicação, não são assim tão boas. Julguem por vocês mesmo:

Estas imagens podem ser usadas apenas como " demonstração " que realmente viu as luzes do norte, mas não fazem absolutamente jus ao que as luzes do norte são! Todas as fotos que você vê na Internet são tiradas por excelentes câmaras, como a Reflex, que são tipos de câmaras que normalmente usam um espelho e um sistema de prisma que permite ao fotógrafo olhar através da lente, vendo perfeitamente o que vai ser capturado. O sistema consiste em um espelho inclinado 45° para cima, colocado atrás da lente, e um pentaprisma. Quando o fotógrafo pressiona o botão do obturador numa câmara mecânica, o espelho sai do caminho da luz e permite que a luz passe por um receptor de luz, capturando a imagem. Muitas das vantagens deste tipo de câmaras derivam da visualização e do foco da imagem através da lente conectada. Várias outras câmaras não têm essa função; o objeto é visto através do visor que fica perto da lente, tornando a visão do fotógrafo diferente daquela da lente. Então, o Reflex é mais preciso. Não há erro de paralaxe e o foco exato pode ser confirmado pelos olhos do fotógrafo. A profundidade de campo pode ser vista na abertura da lente. Além disso, devido à versatilidade do Reflex, a maioria dos fabricantes tem uma vasta gama de lentes e acessórios disponíveis para eles.

As lentes de Reflex oferecem um alcance de abertura mais amplo e uma abertura máxima maior do que a lente de uma câmara normal. Isso permite tirar fotos em condições com pouca luz, mesmo sem flash, e também permite ter uma profundidade de campo mais estreita, o que é muito útil para desfocar o fundo atrás do objeto e tornar o assunto mais proeminente. Além disso, este tipo de lentes é fabricado com comprimentos focais extremamente longos, permitindo que um fotógrafo esteja longe do assunto e, ainda assim, exponha uma imagem nítida e focada. Isso é muito útil!

Antes de mais nada, gostaria de lhe dizer que, claro, as auroras boreais não brilham o tempo todo, mas essa é outra razão pela qual a Islândia é um óptimo lugar para as procurar: há muito para ver e fazer. Eu acho que a paisagem de inverno é realmente linda, com todas as montanhas cheias de neve. Pode ver baleias a nadar no mar, pode ver renas livres vagueando na natureza e raposas árticas a nadar em algum lago. A Islândia é um destino extraordinário para umas férias belas e inesquecíveis. As paisagens dos fiordes, vales e montanhas cheias de rios e as cascatas são realmente épicas e intactas! Nas pequenas aldeias, as casas feitas de madeira e os barcos de pesca particulares, na minha opinião, misturam-se muito harmoniosamente com a beleza da natureza. Não é assim tão difícil tirar boas fotos desses cenários, mas capturar com sucesso as "Luzes do Norte" (auroras boreais) é mais do que um desafio!

Como eu já disse, simplesmente não iria obter bons resultados tentando usar um smartphone ou tablet, mesmo que seja muito sofisticado, então pegue numa câmara apropriada e aprenda a usá-la ! Na verdade, sugiro que leve o livro de instruções da sua câmara consigo, porque muitos modelos têm configurações diferentes que permitem melhorar as fotos noturnas. A câmara que levar consigo deve ter controlos manuais para ajustar o foco, a velocidade do obturador e a abertura da lente. Esse tipo de câmara é muito cara, mas seus resultados serão muito melhores, especialmente se usar um tripé, pois o obturador da câmara precisa ficar aberto por alguns segundos. Mesmo que não seja prático levar um tripé na bagagem do avião, pode sempre comprar um tamanho mais pequeno com as pernas do tipo clamp para descansar a câmara.

Se a sua câmera tiver capacidade, comece com uma velocidade de dez segundos e, se a imagem estiver muito escura, aumente para vinte segundos ou até trinta segundos. Se a sua imagem ainda estiver muito escura, tente aumentar a configuração ISO; e se as imagens estiverem muito claras, tente definir cinco segundos de exposição.

Se a sua câmera tiver lentes intercambiáveis, use a mais larga. As luzes do norte podem espalhar-se por uma enorme área do céu, então uma lente de 20 mm a 28 mm (para um sensor full-frame) é uma boa opção! Caso contrário, defina a lente para a configuração de zoom mais ampla.

Lembre-se sempre de desligar o foco automático, se for possível e definir sua câmara para infinito . Seria uma boa ideia testar algumas imagens de teste à luz do dia para garantir o horizonte com foco nítido.

Lembre-se também de que as auroras podem parecer brilhantes aos seus olhos, mas o seu nível de iluminação é realmente muito baixo! Então, para ter um melhor resultado, ajuste a abertura da lente para a posição totalmente aberta, mas não maior que f/2. 8. Em seguida, defina o ISO, começando com cerca de 800, mas sabendo que poderá aumentá-lo.

A velocidade do obturador é outra coisa importante que o ajudará a tirar melhores fotos. E funciona em conjunto com a abertura da lente e a configuração ISO.

Outra coisa que quero sugerir é incluir sempre algo no primeiro plano das imagens da sua aurora, para dar uma boa noção de perspectiva e escala!

Tire muitas fotos! Talvez nunca mais irá ver as luzes do norte! Pode depois então apagar as falhadas!

Finalmente, leve uma bateria sobressalente e mantenha-a num bolso interno quente, porque a temperatura fria irá drenar toda a sua energia muito rapidamente. Isto também irá acontecer ao seu telemóvel! Aconselho-o a equipar-se com um carregador portátil ou, se quiser alugar um carro, carregar o seu telemóvel sempre que se deslocar.

Se for para locais mais distantes das cidades, existem imensos cenários perfeitos e um céu mais escuro para as suas fotos.

Os pináculos gelados das montanhas e as belas árvores coníferas são um bom plano. Também pode tirar uma boa foto da aurora boreal com as luzes fracas de uma cidade distante, mas não precisa ficar muito perto, porque a iluminação artificial pode trazer alguns muitos problemas às suas fotos.

Se estiver a fotografar as luzes do norte através de um fiorde ou lago, também poderá capturar o reflexo das mesmas na água!

Agora, vou escrever algo sobre locais especiais na Islândia, onde pode tirar belas fotos das luzes do norte! Espero que isto possa ajudá-lo com antecedência!

Jökulsárlón e a praia do diamante

Jökulsárlón está localizado na borda do Parque Nacional Vatnajökull, a cerca de 400 km leste de Reykjavik, na parte sudeste da ilha. É o lago mais profundo da Islândia e é uma paragem turística muito popular . É muito bonito! O lago continua a crescer em tamanho a cada ano, devido ao derretimento glacial variando. Há muito para ver aqui: muitos cenários com o fator "wow" e é um "must see" na sua viagem à Islândia. Tem mesmo que lá ir! A praia do diamante também é muito famosa. É impressionante! E está localizada na saída do lago para o mar.

Ambos estão localizados a 5 horas se você dirigir de Reykjavik ao longo da rota 1, ou 6 horas se for diretamente do aeroporto de Keflavik. Fazendo uma viagem de um dia de Reykjavik é uma longa viagem sendo visita guiada ou por simesmo, não é divertido gastar tanto tempo aconsuzir, então o meu conselho é começar/parar de um local mais próximo. Se dirigir de Hofn , precisará de quase uma hora para chegar lá, enquanto se dirigir de Vik , precisará de quase duas horas e meia para chegar lá. Quando chegar, encontrará 3 estacionamentos gratuitos. Os parques de estacionamento estão localizados na Autoestrada 1 e são simples de encontrar. Existem 2 parques de estacionamento do norte a oeste/este e 1 parque de estacionamento a sul da praia de diamantes. Pode simplesmente estacionar em qualquer um deles e andar por ali.

O maior parque de estacionamento é a norte da ponte e pode ser o com melhores condições durante o inverno, pois é o maior dos 3. Preste atenção quando estiver a atravessar a estrada principal, entre a lagoa e o mar, é propicio a acidentes por isso cuidado se estiver ocupado a encontrar o seu melhor ângulo para uma selfie.

A paisagem, durante o inverno, é muito bonita à medida que o canal se enche de grandes icebergs ou pedaços de gelo que eventualmente colidem e depois passam do canal para o mar. O parque de estacionamento do sul encontra-se diretamente ao lado da praia do diamante e conseguirá ver imensos pedaços de gelo que o mar recolheu. Consegue tirar fotos espetaculares daqui durante o nascer do sol ou durante o pôr do sol , especialmente com as partículas de gelo transparentes. Jökulsárlón é de longe um dos lugares mais frios que eu experimentei na Islândia , devido a toda a área estar aberta ao vento. Mas, se é aventureiro, eu realmente recomendo que fique aqui à espera das auroras boreais! Que experiência incrível, especialmente se não houver lua e por sorte exista pouco movimento humano durante a escuridão vai conseguir ouvir o movimento do gelo, ou ouve os sons mais engraçados muitas vezes feitos por um guia turístico do outro lado. A noite é extremamente fria como eu descobri e nesta zona existem imensos turistas a tentar tirar as melhores fotos contra o Jökulsárlón. Irá precisar caminhar um pouco ao redor da laguna para um lugar mais calmo e quieto. Há uma visão de 360 graus do céu aqui, o que significa que se o índice KP estiver para sul, ainda consegue ver as luzes.

É um óptimo lugar para tirar fotos. Mesmo que use um ponto e clique, pode tirar fotos incríveis da natureza a apenas alguns minutos a pé do carro. Para aqueles que querem algo diferente, então recomendo uma lente de zoom. Uma lente de 200-400mm irá aproxima-lo e terá óptimas fotos certamente. A Praia do diamante é provavelmente a área mais divertida porque pode se divertir com o gelo e fotografar-se a fazer várias coisas como atirar/sentar-se/deitar etc. Existem alguumas focas debaixo da área da ponte que e muitas gaivotas a tentar apanhar peixes . À noite, para as auroras, irá precisar de um tripé e de uma câmara decente para capturar algumas imagens espetaculares. No parque de estacionamento oriental há uma inclinação suave se caminhar para norte, a cerca de 3-5 minutos a pé consegue fotos fantásticas da lagoa e das luzes.

O verão é quente o suficiente para roupas leves, mas traga impermeáveis, todas as outras estações poderá haver queda de neve /tempestades /vento, mas eu recomendo que traga o kit completo de inverno, verifique se tem chapéu/gorro e luvas. O meu conselho é comprar alguns! Aqueles aquecedores de mão que você pode guardar no seu bolso se você estiver fora por longos períodos de tempo podem ajudar. Picos de gelo para os seus sapatos também são uma grande vantagem. Apenas uma palavra de advertência , muitas pessoas gostam de andar, e isso é excelente, mas no inverno, quando o lado leste da água parada da lagoa se transforma em gelo, a neve cai por cima e pode enganar o olhar especialmente na escuridão. Se você caminhar longas distâncias, certifique-se de contar a alguém antes e levar roupas muito quentes e uma boa lanterna.

Se não estiver a viajar com o seu próprio carro, há muitos passeios diários noutras cidades principais que pode aproveitar. Muitas dessas visitas incluem outras aventuras pela região. Pesquise no Google pois há muita oferta.

Lamento dizer isto, mas ir a Jökulsárlón será um pouco difícil se tiver cadeira de rodas ou problemas motores , porque o terreno é duro e há poucos caminhos de alcatrão ou planos. A boa notícia é o parque de estacionamento do leste, na verdade, tem espaço de estacionamento perto do canal para que possa ver do carro a paisagem.

Existem sanitários básicos, tanto quanto estou ciente eles são geridos por empresas de turismo e não tenho a certeza se são gratuitos ou se tem que pagar ou se estão sequer abertos 24 horas. Há também um pequeno bar, que fecha no início da tarde, com conexão Wi-fi. Mas precisa comprar algo para ter a senha e é tudo muito caro!

Jökulsárlón é uma paragem muito popular, uma viagem de um dia muito popular e provavelmente uma das atrações mais escritas pelos turistas sobre a Islândia. A cada dia milhares e milhares de turistas se dirigem aqui! Então, para que as coisas fiquem seguras, é muito importante que todos respeitem tanto a água quanto o gelo. Se pernoitar no carro, carrinha ou qualquer outra coisa, por favor, não deixe as luzes do seu carro acesas durante toda a noite, porque estraga a experiência para os outros, e por favor, leve também as suas necessidades fisiológicas consigo. Eu algumas coisas desagradáveis e isso é devido à falta de instalações e falta de civismo das pessoas. Li que em breve (se não já) WC's portáteis seriam instalados durante os períodos de época turística alta.

Pessoalmente, não esperei o chegar da noite para ir a Jökulsárlón, estava muito frio e não tinha nada para fazer. Já estava escuro, mas era demasiado cedo para ver as luzes. Se estivesse sozinha, teria esperado, mas como estava com meu filho, depois de algumas horas, deixamos Jökulsárlón. Mas foi bom! Porque fomos na direção de Hofn, e encontramos uma área termal aberta até tarde: Hoffel Hot Spot. Chegamos por volta das 22:00 e, enquanto estávamos na água, testemunhamos uma bela aurora boreal ! Foi uma experiência verdadeiramente maravilhosa e inesquecível! Além disso, tive a sorte de conhecer alguns fotógrafos, que imortalizaram esse momento e depois enviaram-me algumas fotos para lembrá-lo.

Esta foi a terceira e última vez que meu filho e eu vimos as auroras boreais numa bela viagem à Islândia. A primeira vez foi muito aleatória. Nós estávamos em Geysir e já estava escuro por volta das 16:00, então procurámos um hotel e paramos por lá. 4500 isk, ou 36, 63€, por uma cama num dormitório, no qual, no entanto, estava apenas eu e o meu filho. Infelizmente, passado um tempo a corrente eléctrica foi a baixo. Passámos mais de uma hora no escuro, sem aquecimento, sem poder usar wi-fi e sem poder carregar os telefones. Perguntei na recepção o que tinha acontecido e quando iria voltar a electricidade, mas disseram que não sabiam e que, se eu quisesse, devolveriam o dinheiro que poderia mudar para outro hotel. Então recebi o dinheiro de volta e enquanto me dirigia para outro hotel... vejo uma pequena luz verde no céu. As auroras boreais!

Parecia irreal para mim! Parei no primeiro estacionamento que encontrei para poder admirar tudo. Havia tantos carros todos à espera do mesmo. Muitos turistas, principalmente fotógrafos, armados com câmaras e tripés muito bons. Coloquei perto deles. Coloquei o meu filho Pietro para dormir num saco de dormir quente, bem coberto, e apreciei o céu até as 5:00 da manhã . Aquela pequena luz verde transformou-se num enorme raio de luz que cobria todo o céu. Ele dançou, mudou de cor. Foi incrível! Tirei muitas fotos com meu smartphone, mas não ficaram muito boas. Então pedi aos fotógrafos se podiam me tirar algumas fotografias com a promessa de que mandariam as fotos mais tarde. E aqui estão elas, a mesma aurora parece absolutamente diferente, e sem filtros e ajustes de qualquer tipo:

O fotógrafo usou uma Nikon d750, com as seguintes configurações: 20 segundos de exposição, ISO 4000, f/2. 8

Graças ao apagão do hotel, vi as luzes do norte! Se eu ficasse no hotel, teria ido dormir e teria perdido este fenómeno incrivel!

Às 5:00 as luzes acabaram e fui dormir no carro. Deitei-me no banco e fechei os olhos a pensar na minha maravilhosa noite!

Aprecie a Islândia e aproveite Jökulsárlón! É magnífico!

Se quiser obter mais informações sobre a Islândia, e ver mais fotos, é bem-vindo a perguntar aqui na seção de comentários!


Galeria de fotos



Content available in other languages

Partilha a tua Experiência Erasmus em Reykjavík!

Se conheces Reykjavík como nativo, viajante ou como estudante de um programa de mobilidade... sobre Reykjavík! Avalia as diferentes características e partilha a tua experiência.

Comentários (0 comentários)


Partilha a tua experiência Erasmus!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!