Os preços na Polónia

Publicado por Cristiana * — há 3 anos

Blogue: Uma portuguesa em Verona.
Etiquetas: Blogue Erasmus Polônia, Polônia, Polônia

O país convenceu-me. Foi uma viagem ainda mais interessante do que estava previsto!

É, de facto, digno da nossa visita. Além de ter passado a prova mais complicada de todas - a de resiliência, pois reconstruiu-se depois da Segunda Guerra Mundial e de toda aquela destruição que por ali passou - é extremamente bonito e pratica preços nada intimidantes, ao contrário de outros países europeus.

  • A moeda deles é o zloty, que significa dourado. É uma moeda um pouco desvalorizada relativamente ao nosso euro, pois cerca de quatro zloty e tal equivalem a um euro. Isso explica o facto de podermos chegar lá e comprar mais coisas com o mesmo dinheiro.

os-prec-na-polonia-a2ce5d07c548a6d8ade7b

Fonte

Os transportes são mesmo muito baratos, a preços impraticáveis até mesmo em Portugal. No aeroporto, resolvi experimentar pela primeira vez a cadeira de massagens (tinha dormido apenas quatro horas! ) e não me arrependi. Custou cerca de dois zloty, o que equivale, grosso modo, a apenas cinquenta cêntimentos. Normalmente, as cadeiras de massagem custam de um a dois euros. Pude deliciar-me por alguns instantes, com a vista magnífica do nevão à minha esquerda, em Gdansk. Quando "acordei" estava a ser observada por um homem um pouco horripilante, que até acabou por ir no meu voo, até mesmo no shuttle. Sendo sincera, devia parecer que estava sobre o efeito de estupefacientes.

os-prec-na-polonia-a4b10dc603f86774fad9a

Fonte

Quando queremos trocar moedas, devemos evitar os aeroportos, como me vim a aperceber. Apesar daquele onde troquei dizer que a taxa de comissão era de 0%, pude vir a aprender que ali não me daríam os 4 zloty e tal de correspondência, mas apenas 3, o que faria alguma diferença. Os "kantor" são os locais que fazem essas trocas de dinheiro e, felizmente, estão espalhados por toda a parte.

Gdansk tem um aeroporto muito moderno, o Aeroporto Lech Walesa, dos mais modernos que já vi. Tem um nível tecnológico muito avançado, espaços de repouso e uma grande facilidade de viajar, pois faz voos low-cost. Ou seja, a partir daí conseguimos chegar a países como a Islândia, por preços inequivocamente mais simpáticos.

os-prec-na-polonia-e2fc90c83f2033b16705b

Fonte

Em termos de comida e habitação, compensa bastante estar a morar na Polónia. Por uma casa boa, pagamos pouco e, muitas vezes, com tudo incluído, o que é uma grande ajuda, pois o Inverno polaco tem muito que se lhe diga em termos de necessidade de aquecimento. Conseguimos encontrar um hostel por 11 euros, e um hotel de quatro estrelas (com todas as vantagens inerentes) por pouco mais de 15 euros. Passeando a pé em Sopot e Gdansk, vi várias placas de arrendamento de locais, quer por uma noite, quer por períodos mais longos, o que é óptimo e evita toda a dificultade que tive, por exemplo, em encontrar casa em Verona, Itália. O preço da comida é mais ou menos o mesmo que em Portugal, um pouco mais barato. Os preços intimidam um pouco, para quem não conhece. Podemos estar a pagar as compras da semana e pedirem-nos 43 zloty, que ficam em torno de 10 euros, um preço normal.

As entradas em museus e sítios de divertimento são razoáveis.

os-prec-na-polonia-c7ce36e4b9b24afc20afc

Fonte

Entrar num zoológico fica em cerca de dois euros, bem como entrar num recinto de patinagem no gelo. Até subir à roda gigante fica mais ou menos nesses valores.


Galeria de fotos



Content available in other languages

Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!