Quando o orgasmus vem


Antes de começar a ser melodramático, quero avisar aqueles que são sensíveis ou acreditam que Erasmus é só sobre sexo, festa e álcool. Tapem os olhos das crianças, dêem meia-volta e voltem à fachada perfeita da vossa vida exemplar. Porque têm razão, Erasmus é sexo, festa e álcool, e eu vou usar linguagem forte para vos inteirar sobre tudo. Por isso vão embora ou fiquem para ler.

Agora que só pessoas engraçadas e com mente aberta estão a ler isto, eu vou contar-vos a verdade, a minha verdade. As três razões porque eu nunca vou esquecer Erasmus e a experiência inesquecível que a Universitetas ESN Mykolo Romerio nos providenciou, outrora pupilos inocentes a chegar ao país da Lituânia, especificamente en Vilnius.

Quando o orgasmus vem

Em primeiro lugar, libertou-me. Antes do Erasmus o meu mundo era limitado à minha casa, à minha universidade fatela, ao meu bar favorito para me embebedar e mais uns quantos lugares. Agora, o mundo não tem limites. Eu conheci pessoas de países que eu antes pensei com cuidado. Eu fiz coisas que nunca pensei ser capaz. Eu falei Inglês, eu comprei bilhetes de autocarro com senhoras com olhar de serial killer (fogo, eu até descobri para onde esses autocarros iam). Eu aprendi como me sentir confortável com outra moeda e ainda como resistir à tentação de gastar todo o dinheiro em cerveja e em 999. Eu aprendi como sobreviver na lixeira que chamávamos de dormitório e por fim, casa. Eu aprendi como não ser morto por invejosos lituanos com dois metros de altura na discoteca. Eu aprendi como me fazer entender aos taxistas que sabiam menos inglês do que eu. E poderia enumerar muitas mais coisas.

Quando o orgasmus vem

Em segundo lugar, eu diverti-me como nunca pensei ser possível. Eu fui a festas quase todos os dias da semana, viajei para lugares que sempre sonhei ir, conversei com raparigas bonitas que nunca pensei conversar, e até me diverti com aquelas que me rejeitaram. Participei em atividades que nunca imaginei participar. A maioria delas envolviam álcool. Eu completei maratonas que envolviam mais do trabalho de pernas. Eu corri e escondi-me quando a senhoria má e com olhar nazi nos mandava calar. Se está a ler isto, dê-me o meu cartão azul de volta! (com amor)

Por fim, ESN MRU eu devo-te a pessoa que sou hoje, bom e mau. Eu devo-te o facto de nem sequer me lembrar das más memórias, só as boas é que estão na minha cabeça. Eu devo-vos a todos as lágrimas e desgostos que tive quando me vim embora daquela que foi a minha casa durante quase um ano. Porque cada segundo, cada dia, cada festa, cada riso, e cada minuto que eu estava aborrecido ao lado dos meus amigos, era um minuto que não estava sozinho. eu estava com a minha família. Alguém que aprendeu a amar-me da forma que eu era, e que eu fiz o mesmo. Provavelmente nunca faça tão bons amigos como aqueles que fiz em Erasmus, mas mesmo que tenha sucesso nessa tarefa, nunca será tão intenso como já foi. Obrigada, aos meus amigos, àqueles que eu não tive oportunidade de ser, a todos os mentores pelo bom trabalho que fizeram, a todas as raparigas que me ajudaram a sentir como um homem, às pessoas de coração quente da Lituânia, e à Ieva que assustou alguns de nós na primeira semana.

Quando o orgasmus vem

Por isso sim, Orgasmus não é mais nada do que sexo, festa e álcool. Mas nada disto tem significado sem amigos com quem partilhar. Por isso muito ačiū, porque agora não estou mais sozinho. Continuem a fazer isto por 5 e mais 5 e mais 5 anos. Continuem a ajudar pessoas a fazer parte da família. É realmente valioso. Feliz Aniversário ESN Mykolio Romeio Universitetas. Eu sveikata por ti! !


Galeria de fotos



Partilha a tua Experiência Erasmus em Mykolo Romerio Universitetas!

Se conheces Mykolo Romerio Universitetas como nativo, viajante ou como estudante de um programa de mobilidade... sobre Mykolo Romerio Universitetas! Avalia as diferentes características e partilha a tua experiência.

Comentários (0 comentários)


Partilha a tua experiência Erasmus!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!