Advertise here

Um pouco frio


Lodz, na Polónia não é a primeira cidade neste mundo bonito em que eu já experienciei o frio em ambos os sentidos. Eu cheguei aqui nos últimos dias do outono e as coisas tornaram-se complicadas para mim.

Cerca de uma semana depois disso, começou a nevar e as temperaturas duplicaram. Em primeiro lugar, eu apenas comecei a ter aulas de polaco. Os meus colegas de turma já tinham começado estas aulas cerca de duas semanas antes. Eu aposto que muitas pessoas naquele grupo iriam concordar comigo, em como o polaco é muito difícil. As primeiras horas de polaco para mim seriam um inferno. Eu não percebia nada do que o professor dizia e nem os meus colegas. Era muito mau, mas não era o pior. Eu comecei a olhar à minha volta durante as minhas pausas e eu não recebia nenhum olhar caloroso para me explicar o que se passava e o porquê. Eu falei com o professor para mudar para outro grupo que tinha começado recentemente e tudo começava a ficar melhor depois disso.

Para um homem asiático como eu, a viver num pais quente... eu amo o clima frio, mas este frio quase me matou. Um dia, no elétrico, eu descobri a cidade por mim mesmo e perdi-me. Apenas com um mapa na minha mão e uma pergunta polaca: "Czy mówisz po angielsku? " que significa: "Tu falas inglês? ", muitas das respostas eram "nie" (que significa "não"). Eu senti-me perdido e sozinho na cidade, onde eu deveria estar durante um ano. Nos demais transportes públicos, as pessoas riam-se ou tentavam esconder o seu riso, muito por causa das minhas habilidades linguísticas ou da minha aparência. Eu tentei esconder-me e não sair mais depois disso.

À parte do frio, eu percebi que muitas das pessoas idosas compravam a sua própria comida, tomavam conta delas próprias e passeavam sozinhas com o cão. Eu perguntava para mim mesmo e para os meus professores: "Porquê"? Não é a mesma coisa no meu país. Os mais novos tomam conta dos mais velhos, especialmente dos pais e dos avós quando eles começam a envelhecer. O meu polaco limitado apenas me permitia falar devagarinho com estas pessoas. Elas ajudaram-se a "quebrar o gelo" em mim e nós tivemos algumas conversas. Eu aprendi algo realmente bom aqui.

Claro, os polacos são simpáticos. Muitos dos meus amigos gostam de mime eu tenho alguns velhos amigos também. Eu estou a partilhar isto porque foi realmente um choque para mim.


Galeria de fotos



Content available in other languages

Partilha a tua Experiência Erasmus em Lodz!

Se conheces Lodz como nativo, viajante ou como estudante de um programa de mobilidade... sobre Lodz! Avalia as diferentes características e partilha a tua experiência.

Comentários (0 comentários)



Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!