Day trip Lago Maggiore: a caminho da tranquilidade

Publicado por Catarina Frazão de Faria — há 2 anos

Blogue: Sei accanto a me, Milano!
Etiquetas: Geral

Ao contrário do que o nome sugere, o Lago Maggiore (também designado Verbano) curiosamente não é o maior lago de Itália. Em termos de superfície é superado pelo Lago di Garda e em profundidade pelo Lago di Como. Contudo, é o mais comprido, com cerca de 65 km de extensão.

Da grande área lagunar dominada pelos pré-Alpes lombardos, o Lago Maggiore é o mais ocidental, banhando as regiões Lombardia e Piemonte em Itália e o cantão Ticino na Suíça. Com isto, são numerosas as vilas nas suas margens que valem a pena uma visita! Cada uma terá o seu encanto, não haja dúvida.

A meio de Abril de 2018, Milão viu a temperatura subir bastante e tornou-se impossível passear pela cidade ao fim-de-semana com aquele calor, sempre mais exacerbado pela quantidade abismal de turistas e a própria construção urbana que não permite uma circulação equilibrada do ar quente.

Decidi então deslocar-me até uma das vilas do Lago Maggiore, Stresana região piemontesa, que revelava grande atracção, não só pela própria elegância enquanto estância turística, mas particularmente pela vista fotográfica do golfo Borromeo. Deste, pode dizer-se que o ex-libris é um pequeno arquipélago - Isole Borromee - contraposto entre Stresa (a sul) e Pallanza (a norte), na província de Verbano-Cussio-Ossola 

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Lago Maggiore e ao longe a sub-secção varesina dos pré-Alpes lombardos.

Na altura escrevi “De todos os lugares que visitei em Itália nos últimos 4 anos, este foi, sem dúvida alguma, o cenário mais bonito de sempre. Tanto que nenhuma fotografia consegue reflectir a sua verdadeira beleza.”

Como chegar?

Sem ser com viatura própria, o meio obviamente mais acessível é o comboio, seguindo a linha ferroviária Milão – Domodossola, por sinal uma das principais em Itália. A partir de Milão, existem algumas alternativas:

  • Eurocity, que parte da Stazione Centrale e leva 56 min, não parando em nenhuma estação antes de Stresa;

  • Regionale, que parte tanto da Stazione Porta Garibaldi, e leva 1h26, como da Stazione Centrale, e leva 1h08, parando em mais ou menos estações pelo caminho, consoante um ou outro.

O preço fixo mínimo das viagens (servindo ida ou volta) é 12.9€ com o Eurocity ou 8.6€ com um dos comboios regionais, e os bilhetes podem ser adquiridos no sítio online da Trenitalia ou nas máquinas das estações.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

O registo da minha viagem.

O que fazer?

Sem querer ser demasiado simplista, o melhor mesmo é passear pelas margens do lago e por entre os jardins da vila, desfrutando da lindíssima paisagem.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Vila de Stresa, nas margens do Lago Maggiore.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Vista do lago sobre a Lombardia.

Stresa não tem um centro histórico propriamente dito, contudo são vários os palácios e casinhas pitorescas que podemos presenciar e admirar. A graciosidade da vila não tem, de facto, limites.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Grand Hotel des Iles Borromees.

Caminhando no sentido Sul-Norte vamo-nos aproximando do porto de Stresa, um dos pontos de atracagem da navegação do Lago Maggiore e que permite a conexão às ilhas Borromee.

  • Ilhas Borromee

As ilhas Borromee, cujo nome deriva do facto de terem sido adquiridas pela aristocrática família Borromeo - importante casa da nobreza italiana - a partir de meados do século XIV, constituem um grupo de três pequenas ilhas, a saber Isola BellaIsola Madre e Isola Superiore (Isola dei Pescatori), e ainda duas ilhotas: Isolino di San Giovanni e Scoglio della Malghera (Isolino degli Inamorati - “dos enamorados”).

Um passeio turístico pelas ilhas varia em duração e preço consoante quais se quiser visitar. Toda a informação pode ser consultada no sítio online da navegação das ilhas Borromee.

A partir de Stresa, o serviço funciona com partidas depois das 9h e o com o último regresso às 18h. Na minha óptica, para quem tiver todo o dia livre e tiver chegado cedo a Stresa, a opção que mais compensa, sendo também a mais interessante, é a tarifa “três ilhas”, pela quantia de 14.5€ e cujo itinerário tem uma duração de 5/6h. Não obstante, não deixa de ficar à vontade do freguês…

Das três principais ilhas do arquipélago, a Isola Bella, como o próprio nome indica, será a mais bonita. Contempla o imponente Palazzo Borromeo em estilo barroco do século XVII, onde decorriam sumptuosas festas para a nobreza europeia da época, e os seus magistrais jardins em estilo italiano, que ainda hoje figuram uma grande variedade de espécies exóticas e um arranjo arquitectónico de encher o olho.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Isola Bella em maior destaque, avistando-se a Isola Superiore (esquerda).

A Isola Superiore é essencialmente um vilarejo piscatório, que ganha bastante vida no Verão com o mercado de artesanato típico e a procissão das barcas no Ferragosto. Vale a pena dizer que a Festa da Assunção de Maria (apesar de ser também feriado em Portugal) tem em Itália uma importância inigualável, sendo um dia de grande animação, idas a banhos e comida com fartura, entre piqueniques em família e desfiles pelas vilas.

A Isola Madre, por sua vez, é a maior de todas, sendo em grande parte ocupada pelos amplos jardins botânicos em estilo inglês construídos no final do século XVIII, e destacando-se um outro Palazzo Borromeo, este ainda do século XVI, mas igualmente recheado de preciosidades, em particular uma secção dedicada ao teatro de marionetas da família Borromeo, que servia o entretimento do palácio.

Os palácios e os jardins podem ser visitados em época alta (de Março a Outubro), estando disponíveis diversos pacotes de visita. Outros dois pontos de interesse sugeridos no roteiro Borromeo a explorar à beira do Lago Maggiore são:

  • Rocca di Angera, muito mais a sul e do lado da Lombardia – realça-se o Museu da Boneca e do Brinquedo, que apresenta uma vasta e importante colecção europeia do século XVIII em diante;

  • Parco Pallavicino, em Stresa – um enorme parque que faz a delícia dos visitantes pelos seus jardins ricos em grandes árvores seculares e pratos floridos, e pela fauna diversificada, incluindo uma quinta pedagógica.

Para ler mais sobre os locais e consultar as ofertas, deixo o sítio online das visitas às ilhas Borromee

Infelizmente, e com mesmo muita pena minha, não tive oportunidade de apanhar o barco e visitar as ilhas. O parque também terá de ficar para outra ocasião... Primeiro porque não consegui chegar assim tão cedo a Stresa e por isso perdi a oportunidade da excursão completa às três ilhas, que tem a última partida ao meio-dia. Segundo porque não tinha assim tanto dinheiro disponível e, como tal, decidi ficar-me por Stresa a apanhar sol... 

  • Lido di Stresa

Junto ao porto de embarque existem alguns complexos privados praia-piscina bastante atractivos, onde se pode alugar uma espreguiçadeira e relaxar perante um panorama estonteante.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Vista do porto de Stresa.

Estes espaços dispõem também de restaurantes bistro de design moderno e com menus clássicos italianos, onde se pode petiscar pizza e focaccia,  acompanhado do “obrigatório” Spritz.

day-trip-lago-maggiore-a-da-tranquilidad

Lido La Baia Rossa

É uma actividade muito popular na região dos lagos, principalmente para quem adora ir a praia, como eu, mas se vê “aprisionado” em Milão… Nada como enterrar os pés num bocadinho de areia para nos sentirmos em paz!

  • Alpino - Mottarone

Uma outra forma de transporte engraçada no contexto do lago é o teleférico Stresa-Alpino-Mottarone. Permite a ligação da vila aos jardins botânicos Alpinia e destes à estância de ski, aos percursos de ciclismo de montanha e ao parque de diversões Alpyland de Mottarone, em plenos Alpes Valaisanos.

Um conjunto de atracções muito requisitados, não só na época invernal, mas também no Verão, particularmente pela existência da montanha-russa alpina – tobogã estival, fornecendo divertimento para toda a família. 

 

Por tudo o que mencionei, Stresa é inequivocamente um destino altamente apelativo e agradável, protagonizando aquilo de melhor nos oferece o Lago Maggiore!


Galeria de fotos


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!