Advertise here

Supermercados

Algo que ainda não escrevi e que irei escrever futuramente são algumas diferenças nos hábitos de consumo entre portugueses e espanhóis (vá, dos valencianos, não quero ferir orgulhos), os preços e artigos que há por aqui e que pelas nossas terras não existem. Vou fazer uma pequena introdução mas um dia destes falarei mais afundo sobre isso.

Aqui penso que há menos cadeias de supermercados que em Portugal. Vê se maioritariamente o Mercadona, depois o Consum e por fim o Carrefour (tal como podem ver nas imagens). A 30 segundos de minha casa (em passo acelerado) tenho um Mercadona mas se decidir atravessar a rua também tenho outro. Quase todos (se não todos) têm parque de estacionamento e estão inseridos em zonas de residências, algo que é muito cómodo porque não obriga ninguém a ter que ir de carro para longe só para comprar algumas coisitas, levando a que não se perca muito tempo na tarefa de "ir às compras". Também há um Al Campo fora das portas da cidade.
Relativamente às outras comunidades espanholas não tenho grande conhecimento mas a elevada quantidade de Mercadonas aqui em Valência devem-se especialmente a um motivo: o dono desta cadeia é valenciano!
A fazer frente a estas cadeias há ainda as típicas mercearias que vendem especialmente fruta mas parece-me que os valencianos já não procuram muito esses sítios que são gerenciados particularmente por indíos (indíos não são hindus, ok?) e, como tal, não recebem a confiança que o Mercadona dá ao povo espanhol (e a mim também).
Ora bem, no Mercadona vende-se muitos produtos produzidos em Valência. As frutas (especialmente laranjas), legumes, conservas...são todos (ou quase todos) oriundos da Comunidade Valenciana. Há uma marca que é a Hacendado que penso que seja valenciana também...logo tudo que o Mercadona vende enriquece a Comunidade Valenciana, isto é, o dinheiro que os consumidores gastam no Mercadona fica em Valência para os produtores permitindo que possam apostar nas suas produções e, se o ano for bom, podem ainda baixar ligeiramente os preços. É um win-win :)
Além disso, com esta aposta em vender produtos da região, não se requere que os consumíveis que se vão vender percorram muitos quilómetros para serem expostos nas prateleiras e isso significa menos gastos energéticos, redução nas emissões de gases com efeito de estufa e frescura nos alimentos que muitas vezes são colhidos num dia para serem expostos no dia seguinte. 
São estes exemplos que se deve copiar, é a sustentabilidade de uma zona de Espanha a funcionar. Têm ainda uma bebida que é a Horchata à venda que é nada mais nada menos do que leite com chufas (que é um tubérculo típico da Horta Valenciana e que tem um sabor parecido a avelã).
Com a introdução do Mercadona em Portugal não sei se vamos poder ter a oportunidade de ter nas prateleiras os mesmos produtos que há aqui, mas adianto já que são de grande qualidade e a preços excelentes! Relativamente à Horchata, se tiverem a oportunidade de comprar então façam-no porque é algo bastante bom. Assim como o Gaspacho que é uma bebida feita com tomate, pimentos, cebola, azeite...e fresquinho cai que é uma maravilha (eu ainda gosto de pôr tostinhas lá dentro).

Para finalizar, não tenham medo de experimentar o Mercadona, é de confiança e de certo que não se vão arrepender.
Boas compras :)


Galeria de fotos


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!