Advertise here

Turku: a verdadeira capital

Traduzido por Rita Cruz — um ano atrás

Texto original por Héctor Vera

0 Etiquetas: Experiências Erasmus Turku, Turku, Finlândia


Porque escolheste ir para Turku, na Finlândia?

Desde sempre que senti curiosidade pelo estilo de vida nórdico, assim como a sua cultura e história, que era o que academicamente interessava como estudante de História. Especialmente ainda mais depois de ter posto na minha cabeça a ideia de ir fazer Erasmus para um país nórdico. Quando vi que a minha Universidade oferecia como destino uma cidade finlandesa nem pensei duas vezes. Para além de tudo isso eu queria melhor o meu Inglês, e já sabia que ali têm um nível muito bom de Inglês, por isso foi como praticamente estar num país de língua inglesa.

Quanto é a duração da bolsa? Qual a quantia de dinheiro que recebes como ajuda?

A minha bolsa foi de 6 meses, mas a estadia foi mais ou menos de 4 meses, e a Universidade Complutense de Madrid deu-me um total de 1. 600€.

Como é o ambiente estudantil em Turku?

É muita cidade muito universitária, há imensa população jovem estudantil. Pareceu-me um sítio que realmente recebe muitos estudantes universitários de qualquer parte, senti-me muito bem nesse sentido, com tantas pessoas que haviam.

A Universidade de Turku encontra-se mesmo no centro da cidade e é muito fácil de aceder através de transporte público como a andar. Uma vez ali irás encontrar um campus cheio de vida, desde a manhã até à tarde. Tanto vês estudantes como empregados, sempre disponíveis para te ajudar com qualquer problema, no meu caso isto aconteceu mais do que uma vez.

Como é que são as pessoas na Finlândia?

Existem muitos tópicos em relação a isto, mas qualquer um se pode dar conta que pelo mundo inteiro os jovens estão a acabar com estas ideias preconcebidas. Encontrei Finlandeses e Finlandesas muito conversadores, divertidos, sorridentes e festivaleiros... Mas é verdade que a imagem do Filandês(sa) com cara de poucos amigos existe. Embora não seja preciso dizer, que basta andar pela rua que te apercebes logo disso.

Mas se tivesse que usar uma palavra para definir a forma de ser dos Finlandeses e das Finlandesas seria amáveis. Poucas vezes (muito poucas) vi alguém que me fizesse uma má cara ou que tivesse uma atitude de forma mal educada. Há excecões, claro, mas este é o ambiente em geral que se sente.

Uma parte negativa seria o grave problema que têm com o álcool. Na sociedade Finlandesa é muito habitual ver-se as pessoas bêbadas pela rua criando situações desagradáveis, mas em nenhum momento criando situações de perigo.

Recomendarias a cidade e a Universidade de Turku a outros estudantes?

Com a cidade fiquei encantado, é uma cidade suficientemente grande para ter uma vida, mas pequena o suficiente para poder ir a andar para todos os lados, e não te sentires numa jaula, assim que nesse sentido é totalmente recomendável.

experiencia-turku-eceb5094754f38ba948c9b

Da universidade não tenho nenhuma queixa, desde o primeiro momento foi tudo muito fácil (apenas tive dificuldades numa unidade curricular). Os cursos são bastante interessantes e têm um bom nível, assim que não tenho motivos para não a recomendar na minha área.

Como é que é a comida do país?

Não é nada de mais, e a comida que se destaca mais, é demasiado cara para algumas carteiras. O meu menu fora de casa era nas cantinas universitárias, que para além de terem imensa variedade, têm também um preço muito acessível: 2, 80€ o menu universitário.

experiencia-turku-5311d3ae002e03915e91e1

Se gostas de carne, tenta provar a carne de rena quando tenhas oportunidade.

Como é que é o clima em Turku?

Existe essa ideia de que na Finlândia faz um frio horrível, e é verdade. Mas em Turku não faz tanto como noutros sítios. Há que ter em conta de que é uma cidade costeira, e isso faz com que as temperaturas sejam menos agrestes. No geral, a partir de novembro a temperatura máxima não supera os 5ºC e apenas vi nevar na cidade uma vez, coisa que segundo me disseram não era algo muito normal, porque normalmente neva muito mais. É verdade que a parte mais difícil do inverno é nos meses de janeiro e fevereiro, por isso se vieres durante esses meses tenta abrigar-te melhor. Faz frio, mas é suportável.

experiencia-turku-995bb65ff886916deaacea

A parte mais difícil foram as horas de luz. É bastante chocante ver como às 17 horas já é noite cerrada. Sem dúvida que isto afeta bastante, é como a famosa "winter depression" (depressão do inverno), e a mim afetou-me imenso nos primeiros dias.

Como é que encontras-te alojamento?

A partir da página da internet da universidade aparecem as opções de alojamento que estão conectadas com a Universidade de Turku. Desde ai oferecem-te as principais opções que são: pedir um quarto na Student Village ou em Retrodorm, uma residência de estudantes (que foi onde eu fiquei). A outra opção seria a de procurar uma casa por tua conta, mas é uma opção complicada, e sobretudo, cara.

Como são os preços do alojamento? E os preços em geral?

Caros, e não há muito mais a dizer sobre isso. Pelo menos é importante referir que a opção de Retrodorm é bastante acessível comparando com os preços na Finlândia. Por 280€ tens um quarto com casa de banho privada, e partilhas casa com, aproximadamente, outras 12 pessoas num bloco de 4 andares. Durante todo este momento estive cómodo e entretido.

Em relação aos preços, no geral, são bastante diferentes dos de Espanha. Ir às compras para comer durante uma semana é mais ou menos o dobro do que seria em Madrid. O álcool talvez seja o mais chocante, aqui uma lata de cerveja é barata, das que se vendem nos supermercados, e custa €1, ou seja, já podes ter uma ideia do quanto custa a vida noturna na Finlândia.

Como é que é o idioma? Foste a algum curso na Universidade?

Finlandês? Sei o básico e as coisas que te despertam mais curiosidade. É um idioma que não é muito útil, especialmente para quem não é de línguas. É difícil, muito difícil. Inscrevi-me num curso que havia na Universidade, mas as vagas foram logo esgotadas, assim que o que aprendi foi o que se aprende ao sair e conhecer pessoas.

Qual é a forma mais económica de chegar a Turku desde a tua cidade?

Desde Madrid, com a Finnair ou a Norwegian, ambas têm voos diretos a Helsinki, porque não há diretos a Turku. Uma vez ali há voos até ao aeroporto de Turku, e demoram uma hora de viagem.

A outra forma de chegar seria a partir de Helsinki apanhar um autocarro. Esta será talvez a maneira mais económica, mas sem dúvida a mais incómoda. Eu escolhi esta maneira, e posso garantir-vos de que é desconfortável, apesar de que serviu para estabelecer o meu primeiro contacto com os Finlandeses e ver Helsinki.

Quais os sítios que recomendas para sair de festa em Turku?

Onde eu me diverti mais foi nas festas em casa dos meus amigos, mas para sair à noite eu recomendaria: The Monkey e o Aussie Bar. Não é uma cidade que se destaca pelos seus pubs e bares locais, mas no final vais passar um bom tempo vás onde vás, desde que estejas com as pessoas certas.

Também recomendaria ir a um bar de karaoke, existem alguns na cidade, e assim até podes tentar cantar uma canção em Finlandês (não é assim tão difícil).

E para visitas culturais?

Se puderes visita a Catedral, que está mesmo ao lado da Universidade, é bastante bonito ver a sua arquitetura à primeira vista. Também podes visitar o Castelo de Turku, que está situado nos arredores da cidade. Não é um castelo muito impressionante, mas vale a pena a visita, e ainda mais se fores com amigos.

experiencia-turku-bb49bde52e2ae006074dc7

Por outro lado é importante dizer que vale a pena visitar pequenas cidades ao redor, algumas têm um grande encanto, como por exemplo Naantali, onde também podes visitar Moomin World, uns desenhos animados muito engraçados e bastante famosos aqui, e a cidade onde foram criados foi em Turku (será a primeira coisa que irás ver assim que chegares ao aeroporto de Turku).

Tens mais algum conselho para futuros estudantes de Turku?

  1. No meu caso uma das minhas maiores preocupações foi pensar que a estadia ia ser demasiado curta, porque ia apenas ser um semestre. Não importa quanto tempo irás estar, porque a experiência será incrível, tenho a certeza que não vais sentir que ficou algo por fazer. E se puderes estar um ano inteiro desfruta das coisas boas que poderão vir, mas igualmente as terá se estiveres apenas só um semestre.
  2. Não se preocupem com o frio, nem é preciso levarem roupa de inverno exagerada. Pergunta a um Finlandês ou a uma Finlandesa onde podes encontrar uma loja que venda casacos em segunda mão. Há bastantes. Eu consegui comprar um casaco, que me serviu perfeitamente, por apenas 20€.
  3. Sai! Não digas não a nenhum plano, aproveita tudo o que seja para conhecer novas pessoas e descobrir coisas. O cansaço ou ter que levantar cedo, pode-se suportar se fizeres uma sesta.
  4. Se ficares em Retrodorm tenta não deixar as chaves dentro do quarto, porque não é nada barato conseguir recuperá-las (eu deixei-as dentro do quarto na última noite).
  5. Visita o mercado de Natal.

Recapitulando, poderia dizer que tudo isto se pode resumir numa frase: não desperdices um único dia.


Galeria de fotos



Content available in other languages

Partilha a tua Experiência Erasmus em Turku!

Se conheces Turku como nativo, viajante ou como estudante de um programa de mobilidade... sobre Turku! Avalia as diferentes características e partilha a tua experiência.

Comentários (0 comentários)


Partilha a tua experiência Erasmus!

Mais publicações nesta categoria


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!