Tel Aviv | Blogue Erasmus Tel Aviv, Israel

Tel Aviv

Publicado por Ana Pinto — há 9 anos

Blogue: Israel, A Viagem de Uma Vida
Etiquetas: Blogue Erasmus Tel Aviv, Tel Aviv, Israel

Tel Aviv é uma cidade maravilhosa. O calor faz-se sentir logo nas primeiras horas da manhã e, se sairmos por volta das sete da manhã para dar uma caminhada à beira mar vamos encontrar muita gente na rua. Imensas pessoas aproveitam as primeiras horas do dia para praticarem desporto e sentirem o ar do mar e a beleza desta cidade logo que o sol nasce.

Este é o cenário idilico que se pode encontrar em Tel Aviv. É simplesmente perfeito e a vontade de mergulhar nas águas calmas é muita.

  • tel-aviv-8974b9f9db798cee5752a924fd3656d

Tomar um pequeno almoço numa esplanada em Tel Aviv pode sair caro mas sem dúvida que compensa. O estilo de vida israelita é caro. Diria até, demasiado caro para nós ocidentais. Um pequeno almoço típico é delicioso mas vamos pagar como se estivessemos a comer em Paris. Mas meus amigos, habituem-se. Tel Aviv é uma capital em expansão. Podemos pensar que lá porque fica no Médio Oriente não deve ser grande coisa mas a verdade é que cada vez mais há turistas que vão para Tel Aviv, pois está-se a tornar uma grande metrópole e muito afamada quanto às suas praias, estilo de vida e maneira como recebe os seus turistas.

  • tel-aviv-d9f8f073a645ba156bd78f8677f9214

Mas bem, mais do que falar o que interessa é mostrar. O pequeno almoço tipico israelita começa com uns sumos naturais e pão de sementes com manteiga. Alguns que irão ler isto podem perguntar "Sim, mas isso é um pequeno almoço normal, não tem nada de extraordinário". Calma meus amigos, muita calma nesta hora. Porque a verdade é que isto é só a entrada! Quando achamos que o pequeno almoço é isto e mais nada, aparece-nos o empregado de mesa a pôr umas travessas gigantescas na mesa mesmo à nossa frente. Ora espreitem lá.

  • tel-aviv-a2fa54459b11da593df969dd6ebd87d

Exactamente. Uma porção gigante de ovos mexidos, uma salada com tomate, pimentos, pepino e cebola, uma porção de queijo fresco e um delicioso paté de atum com pimentos! Um verdadeiro manjar dos deuses. E acreditem, vão comer e chorar por mais porque eu, ainda hoje, penso naquele belo pequeno almoço e o quanto eu daria para poder comer uma coisa daquelas um dia destes. A verdade é que um pequeno almoço destes não custa menos de 20€. Mas vocês perguntaram: "Mas vale assim tanto a pena pagar 20€ por um pequeno almoço desses?". Vale! E não falo só por causa da comida. Digo isto porque tomar este pequeno almoço com vista para a praia, para o mar, numa hora onde ainda poucos estão na praia é verdadeiramente uma coisa do outro mundo. E se é a primeira vez neste país, porque não? É uma experiência que valerá com muita certeza a pena.

Seguidamente foi visitar o porto de Jaffa. É aqui onde podemos encontrar a escultura de uma baleia que imortaliza a história biblica da desobediência de Jonas. Sei que nem todos podem ser cristãos mas, mesmo assim, deixo aqui relatada um brevissimo resumo da história pois só assim faz sentido para se entender o porque da existência desta baleia neste sitio.

Relata-se então na Bibilia que Deus pede a Jonas para este ir para Nínive. Este, com medo, embarca no Porto de Jaffa para Tarsis. Entretanto da-se uma grande tempestade no mar e, depois de Jonas ser interrogado pelos marinheiros a bordo da embarcação, este pede para ser lançado ao mar numa tentativa de conseguir fazer parar a tempestade. Já no mar, Jonas é engolido por uma baleia e fica três dias dentro das suas entranhas. Vendo-se nesta situação dificil Jonas ora e louva a Deus pedindo a sua salvação. E assim, a baleia cospe Jonas para terra firme.

  • tel-aviv-24779e0fe8b7093fcf5b53f959f7837

Mas para além de histórias, Jaffa é uma cidade lindissima e muita dessa beleza encontra-se nos pequenos edificios em pedra que se encontram por todo lado e que fazem com que tudo pareça tão simples e ao mesmo tempo tão belo.

Para mim, o que mais me satisfez foi poder andar pelas pequenas ruelas e vielas de Jaffa. É uma sensação fantástica porque em cada virar de esquina podemos encontrar uma passagem bonita e mais uma coisa diferente.

  • tel-aviv-8615778557f90826a2ab6276b7f0a89

E claro a vista sobre o mar e sobre o porto é qualquer coisa de tirar o folêgo a qualquer um. E dá uma vontade imensa de nos atirarmos para aquelas águas tão limpidas.

  • tel-aviv-2dc1f8741872e511787f9a49f75be46

Outra das vistas esplêndidas sobre a cidade são os Jardins Bahai. Um espaço tão verde e tão imponente no meio de uma cidade portuária. Todos os turistas vão ao topo do Jardim para tirar a já tipica fotografia da vista. Na entrada pela parte de baixo do jardim existe uma rotunda onde é expressamente proibido parar e onde acontecem as coisas mais engraçadas de sempre. Os autocarros que levam turistas, como não se querem arriscar a levar uma multa por pararem mesmo no meio da rotunda, fazem verdadeiras peripécias para que as pessoas possam tirar fotos, como circundar 4 vezes a rotunda em velocidade muito lenta, fazendo com que os guardas que se encontram na entrada do jardim riam a bandeiras despregadas. É mesmo digno de se ver. :D

  • tel-aviv-4680df49640bb9e8f9de70e097dd660

Galeria de fotos


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!