Advertise here

Mega viagem 13º dia

Publicado por Catarina Serrano — um ano atrás

0 Etiquetas: Experiências Erasmus Oradea, Oradea, Romênia


7/1/18


Era madrugada quando chegámos a oradea, o autocarro deixou-nos no fim do mundo, um sítio escuro e com muito mau aspeto.
A Carolina meteu o GPS dela a funcionar e ele levou-nos até à estação de comboio, só que a estação não tinha ninguém, as bilheteiras estavam fechadas e, mais uma vez, tinha um aspeto terrível, nem pensar que aquela era a estação de comboios de oradea, tinha que haver outra, por isso ela foi à net pesquisar e realmente havia outra, novamente foi o GPS dela a tentar guiar-nos até lá, a tentar...
Pelo caminho encontrámos um mini mercado non-stop, foi a nossa salvação, a Roménia pode ser péssima em vários aspetos, mas tem sempre um mini mercado, algures, aberto 24 horas por dia. Comprámos água e comida para o dia de viagem que nos esperava, já não íamos morrer à fome e à sede.
O GPS da Carolina continuou a guiar-nos até à estação, a melhor parte foi quando ele disse que tínhamos chegado ao nosso destino e estávamos no meio do nada, mais uma vez o maldito enganou-nos e acabei por ligar o meu GPS e levar-nos até lá, estávamos com medo que não desse tempo, porque sabíamos que faltavam 20 minutos para o comboio até Iasi partir, mas conseguimos chegar na hora. Devem estar a pensar "se o GPS da Carolina não é fiável, porque é que não usam sempre o teu?", porque o meu telemóvel perde bateria só por eu ver as horas, tenho 100% quando acordo e no período de tempo em que me levanto da cama para ir à casa de banho e volto já só tenho 80%, então imaginem quando ligo os dados móveis e o GPS.
Na compra do bilhete de comboio para Iasi, a senhora disse-nos que teríamos que trocar de comboio em Cluj-napoca e nesse comboio não teríamos lugar, ou seja, seriam 9 horas de viagem em pé, 9 horas em pé!
Quando fizemos a troca, o comboio de Cluj-napoca não estava cheio, por isso sentamo-nos num sitio que estava livre e ficámos lá até alguém reclamar o lugar, andámos assim durante 6 horas, a trocar de lugares sempre que alguém aparecia e dizia que era o seu, só às últimas duas horas de viagem é que tivemos que passar em pé, porque houve uma paragem em que o comboio ficou completamente lotado até em pé era difícil estar, pois assim como eu, estavam mais umas 10 pessoas sem lugar também.
A cada paragem que o comboio fazia iam entrando mais pessoas que também não tinham lugar, tornou-se impossível estar ali, por isso decidi ir para aquela zona do comboio em que é a transição de uma carruagem para outra, é aquele local que está sempre a abanar e tem um barulho horrível, passei lá, sozinha, 1h30min, parecia que estava em cima de um touro mecânico, aconselho a quem nunca experimentou o touro mecânico e quer experimentar a começar por treinar o equilíbrio na zona de transição de carruagens do comboio.
Assim que o comboio chegou, tive vontade de beijar o chão, estávamos finalmente em casa, tecnicamente não estávamos em casa, mas estávamos no ambiente conhecido em que temos estado nos últimos meses e eu só queria voltar à rotina, já tinha saudades de comida com garfo e faca, de ir ao ginásio, de dormir no meu quarto sem estranhos a ressonar ao meu lado, por incrível que pareça, já tinha saudades da Roménia. 
Foi uma viagem sofrida, foram 24 horas de viagem, pois começamos em Bratislava às 18h10min e só chegámos às 18h20min do outro dia. 
Faltavam agora 20 dias para voltar a Portugal.


Partilha a tua Experiência Erasmus em Oradea!

Se conheces Oradea como nativo, viajante ou como estudante de um programa de mobilidade... sobre Oradea! Avalia as diferentes características e partilha a tua experiência.

Comentários (0 comentários)


Partilha a tua experiência Erasmus!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!