Advertise here

23/11/17

Publicado por Catarina Serrano — um ano atrás

Blogue: Vida em Iasi
Etiquetas: Blogue Erasmus Iasi, Iasi, Romênia

Tópicos deste dia:

  1. Faltar à aula do coordenador inútil
  2. Homens no ginásio especialistas em agachamentos
  3. Perseguida pelo colega de residência jordânico
  4. Ida ao festival Fitsport

Faltar à aula do coordenador inútil

Como já sei a data em que tenho que apresentar o trabalho à disciplina dele deixei de ir a essa aula, aquela seca e perda de tempo total, até vou dormir mais feliz ao saber que não vou ter que acordar para o ir ouvir falar romeno, eu sei que ele fez de propósito, não me disse a data mais cedo para me obrigar a ter que lhe ir dar audiência, mas agora acabou, só o volto a ver no dia da apresentação.

Homens no ginásio especialistas em agachamentos

Como faltei à aula do coordenador inútil aproveitei para acordar na mesma cedo e ir ao ginásio, visto que se fosse mais tarde iria ter que lutar com os outros gorilas pela posse das máquinas. Estava a treinar na minha paz e sossego, quando a Carolina me diz para olhar para o lado, estava um rapaz a fazer agachamentos tão mal, ela só se ria e dizia-me para eu o ir lá ensinar, só que eu não gosto de me armar em sabichona, além disso estão lá as pessoas responsáveis pelo ginásio, essas é que têm a obrigação de o corrigir, não eu. O que me impressionou mais foi o facto de ele continuar a colocar cada vez mais peso na barra, estava a ver quando é que ele partia um joelho. Andei para o lado no ginásio e lá estava mais um a fazer agachamentos de uma forma que parecia que ia partir as pernas. Aqui, na Roménia não corrigem homens que fazem mal agachamentos, mas corrigem mulheres que fazem bem, é a lógica da batata.

Perseguida pelo colega de residência jordânico

Ultimamente tenho sido perseguida por um dos meus colegas de residência, sempre que vou à cozinha e ando pelo corredor, se ele me ouve, ele aparece para falar comigo, na altura em que ele disse que era da Jordânia, eu nem liguei, mas desde que ele me começou a mandar mensagens e a ligar para o messenger, assim como me perguntou se eu tinha outros amigos cá na Roménia e disse que queria ser o meu único amigo cá, eu achei estranho e fui pesquisar no google, que é o que eu sempre faço em caso de afliçao. Segundo a minha pesquisa, a Jordânia é um país árabe, lá eles são bastante possessivos com as mulheres e não gostam que elas tenham contacto com outros homens, daí ele ter-me perguntado se eu tinha amigos cá e a perseguição pela residência, assim como a insistência pelo messenger. Devido a tudo isto, agora circulo calada que nem um rato pelo corredor, não quero ser a próxima esposa do harém.

Ida ao festival Fitsport

23/11/17

(http://iasifun.ziaruldeiasi.ro/wp-content/uploads/2017/09/FitSport.jpg)

Na aula da tarde o professor perguntou-nos se não queriamos ir a uma festa que iria ter dança, música, teatro e, por último, comida grátis. O que eu lhe disse foi "porque é que não disse logo que ia haver comida grátis?". Se há comida grátis, eu vou! A festa começava às 19 horas, como já eram 18 horas quando saí da aula, achei que ia chegar atrasada, visto que ainda tinha que me arranjar e até a Carolina ficou impressionada, porque eu demoro sempre muito tempo a preparar-me, mas chegámos lá as 19 horas em ponto e aquilo ainda não estava aberto, nenhuma de nós olhou para o relógio antes de sairmos de casa, se o tivesse feito, nunca na vida tentaria chegar lá às 19 horas, gosto sempre de me atrasar uns 15 minutos, porque assim quando chego já há pessoas. Fomos para um café passar tempo, às 19h40 minutos voltámos e foi quando estava a começar.

Houve dança típica romena, uma das nossas professoras obrigou-nos a ir dançar com ela lá para o meio, nunca em Portugal isto aconteceria, os professores dançarem com os alunos.

23/11/17

Houve teatro e foi bastante deprimente, porque via as pessoas todas a rirem da peça, eu também me queria rir, mas não percebia nada. Ouvi também música romena, cantada por uma colega da minha turma, que por acaso é bastante simpática connosco, ao contrário de algumas que nos olham com cara de enjoadas. A comida estava à nossa frente nas mesas, contudo ainda ninguém tinha começado a comer, claro que a minha vontade era comer, independentemente dos outros estarem a comer ou não, mas as regras de etiqueta não me permitiam.

23/11/17

Assim que foi possível começar a comer, limpei o tabuleiro todo, juntamente com a Carolina, além de que ela me estava a dizer para eu enfiar os chocolates para dentro da minha mala, só não o fiz, porque havia gente na mesa connosco.


Galeria de fotos


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!

Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!