Advertise here

13/12/17 Na Roménia as maçãs têm de ser tratadas como pessoas #ApplesLivesMatter

Publicado por Catarina Serrano — um ano atrás

Blogue: Vida em Iasi
Etiquetas: Blogue Erasmus Iasi, Iasi, Romênia

Na minha residência estão a haver obras e é normal que seja feito barulho, mas às 8 da manhã?! Em Portugal as pessoas começam a fazer obras por volta das 10 horas para não incomodarem as pessoas que podem estar a dormir ainda, mas aqui as obras começam logo bem cedo e é horrível acordar com o barulho do berbequim e do martelo, ainda mais eu tinha chegado da viagem de Varsóvia tarde e só comecei a dormir por volta das 2 da manhã, não tinha aulas cedo e ia aproveitar para dormir até tarde, o que acabou por não acontecer, os malditos pedreiros destruiram-me os planos, por isso decidi rentabilizar o meu tempo e ir ao ginásio antes da aula de voleibol.

Como fui tão cedo ao ginásio aquilo parecia o paraíso, nenhum gorila a treinar, só três mulheres e uma delas estava a ser acompanhada por uma personal trainer e aquilo que eu vi foi inétido. A suposta personal trainer estava vestida com roupa normal de rua e umas botas de ir subir a montanha, depois mandava a cliente executar os exercícios e em vez de ficar a dar motivação à cliente enquanto ela fazia as repetições, o que ela decidia era ir embora conversar com a recepcionista, quando a cliente parava ela voltava e dizia-lhe uma outra máquina onde ela pudesse treinar. Eu acho que sim, que vale a pena dar 500 lei por mês para ter uma personal trainer assim. O que eu aprendi é que assim que acabar o meu curso venho para a Roménia abrir cadeias de ginásios e vou enriquecer com isso, porque aqui os personal trainers não percebem nada do assunto, nem sequer devem ter o curso.

Depois do ginásio fui para a aula de voleibol, a aula que tenho com um colega com o qual tive um problema, breve história resumida: ele convidou-me para sair e eu aceitei, porque queria conhecer a vida noturna em Iasi, é uma vergonha vir de Erasmus e não saber onde fica uma discoteca, então no final da noite ele tentou beijar-me e eu não quis, ele insistiu mais umas 5 vezes até que eu comecei a chorar, porque ele não parava de insistir comigo (o meu pai vai ler isto provavelmente, que vergonha, vai já dizer-me para apanhar o avião para casa), tive que chorar para ele parar de insistir, o meu primeiro "não" deveria ter sido suficiente, mas é esta a sociedade em que eu vivo. Depois desse episódio ele foi comentar numa foto minha do instagram a dizer que eu tinha chorado por causa dele e eu não achei essa atitude normal, foi do género "deixa-me comentar no instagram dela, para toda a gente ver que ela chorou por mim", como é óbvio passei-me e ignorei as tentativas dele de falar comigo na aula de voleibol, só que ele não parava de insistir e eu tive que lhe dizer que o estava a ignorar e que ele era burro por não entender à primeira.

Não foi só isto que aconteceu na aula de voleibol, aconteceram coisas ainda melhores, tais como uma aluna a fazer aula descalça, ela estava lá a jogar voleibol descalça e para o professor estava tudo bem, depois também estava lá um aluno que tem idade para ser meu pai, antes da aula eu vi-o na rua a beber vinho tinto de uma garrafa de 2 litros, ainda fiquei na dúvida se não era algum sumo da cor do vinho, acabei por tirar as dúvidas na aula, pois ele estava ao meu lado a rir-se de tudo e a cheirar a tinto, nem estava a aguentar estar ao pé dele com aquele cheiro, mas mais uma vez estava tudo bem para o professor e são assim as aulas na Roménia, aqui pode-se tudo.

Após a aula de voleibol fui às compras com a Carolina, pois a nossa despensa está vazia, hoje nem tínhamos comida para o pequeno almoço e, como sempre, lá fomos nós escolher maçãs para levar e é sempre a tarefa mais difícil, visto que eu sou extremamente seletiva e as maçãs, para mim, têm que ser perfeitas. Estava a escolher maçãs e um homem aborda-me a pedir que eu tratasse as maçãs com mais cuidado, ele nem sequer era segurança. Aqui está uma coisa que eu não entendo na Roménia, as pessoas podem ir descalças, bêbadas e de muitas outras formas para as aulas, contudo o que importa é a forma como seguro as maçãs e as volto a colocar no sítio no supermercado, porque isso é que é o importante.


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!