Advertise here

Experiência no TEDx

Publicado por Cristiana * — um ano atrás

Blogue: Uma portuguesa em Verona.
Etiquetas: Blogue Erasmus Guimarães, Guimarães, Portugal

Já ouviram falar das conferências TED?

experiencia-no-tedx-5fbd45a718374dd63617

(https://commons.wikimedia.org/wiki/File:2nd_Annual_TEDx_GMU_Conference_(8643326773).jpg)

Sei que sim. Se não estão a reconhecer o nome, não se aflijam. Creio que mesmo não sendo um nome que reconheçam, já ouviram alguma comunicação feita num dos eventos TED. As TED Talks – como são conhecidas – estão por toda a parte, são ouvidas por toda a gente e os eventos são bastante requisitados. Dito, quando soube que iria existir um TEDx em Guimarães, cidade vizinha à minha alegre Braga, não hesitei e inscrevi-me.

experiencia-no-tedx-e599ee40a9739e589de2(https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Guimar%C3%A3es_-_Castelo_de_Guimar%C3%A3es_-_(4).jpg)

Mas comecemos pelo início. O que é, afinal, a TED? A sigla simboliza Technology Entertainment Design. E é com este mote que surgem as conferências mais famosas do mundo. A ideia é bastante simples: como todas as ideias de sucesso. Juntar pessoas que falam sobre temas entusiasmantes, colocar esse poder de atração num palco com outros temas diversos e encher uma plateia para ser inundado por essas novas ideias. Há gente que diz que as conferências TED lhes mudou a vida. Todavia, nem sempre foi assim. O início da TED foi bastante conturbado ao ponto estar errado dizermos que tiveram sucesso nas primeiras sessões feitas lá para os lados da California. Verdade é que o evento começou a ganhar a notoriedade que merece, tendo já tido vários filhos – digamos…

O filho mais célebre é o TEDx. As conferências com formato TED que podem ser organizadas de forma independente da organização mãe. Em Portugal destacam-se o TEDxPorto, TEDxLisboa e TEDxBraga. Já existiram TEDx em várias cidades do país e teve inclusivamente a honra de ter a primeira vila a receber um evento – Figueiró dos Vinhos. Não sei como conseguiram levar um evento destes para uma vila e fazer com que o mesmo tivesse sucesso, mas estão de parabéns.

No entanto, ainda não existia o TEDxFigueiroDosVinhos quando eu decidi deslocar-me ao TEDxGuimaraes. Com data marcada para um dia de sol, as conferências justificaram largamente o preço pedido pelos bilhetes – a rondar os trinta euros.

O evento tinha como local para a sua realização uma estrutura no Campus de Couros. Era um salão aberto, com uma cobertura antiga, e o palco e a respectiva sala que serviu de auditório foi montada apenas para a ocasião.

O tema do ano de dois mil e dezassete era o Repensar, Reinventar, Reconquistar. Para isso foram convidados diversos oradores e até uma panóplia de performers. Tudo para preencher o dia dos presentes com um evento de elevada qualidade. E foi o que tivemos, sim senhor.

As comunicações que mais me ficaram no ouvido foram, certamente, as realizadas pela Inês Guimarães e Tim Vieira. Foram, a meu ver, as mais interessantes. Gosto quando as pessoas falam com um sentido de afirmação e não quando pensam que a sua presença já vale o que vale ou quando se nota que estão com medo de dizer a palavra errada. E esses oradores foram os referidos! Por muito que tivesse lá um Prémio Nobel da Paz, a sua comunicação não me tocou como as dos referidos oradores.

experiencia-no-tedx-5cadacb42937454c3fb5(https://www.flickr.com/photos/urban_data/8899247663)

  • Gostava de realçar um aspecto interessante do TEDxGuimaraes. A comida era magnífica. E isto é imensamente importante. As mesas colocadas numa sala de refeições improvisada formaram um buffet de comida de tempero exótico e que fazia o paladar ressurgir. E para que fique registado: foi a primeira vez na minha vida que comi uma flor!

experiencia-no-tedx-6342f4d847ac85f765f4(https://de.wikipedia.org/wiki/Guimar%C3%A3es)

Antes de sair de regresso a casa, tive a oportunidade de falar com alguns elementos da equipa. Todos eram simpáticos, prestáveis e notava-se algo muito importante quando falamos deste tipo de casos: todos estavam orgulhosos. Notava-se que gostavam do que faziam.

E isso é importante e fez-me, por si só, rumar a casa com um sorriso nos lábios.


Galeria de fotos


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!