Advertise here

Explorando o Cemitério Kerepesi

Publicado por Maria Matos — há 5 meses

Blogue: Viagens durante Erasmus
Etiquetas: Blogue Erasmus Budapeste, Budapeste, Hungria

Quanto estava em Budapeste fiz uma lista de coisas “diferentes” e pouco turísticas que queria visitar na cidade. Uma delas era... um cemitério! Sim, é um bocado estranho, mas sempre achei piada a cemitérios. Quando fui a Nova Iorque também visitei o cemitério de Brooklyn e fiquei impressionada com a dimensão. Assim, um dos dias convenci um amigo a vir comigo e lá fomos à descoberta.

O cemitério fica perto da Keleti Railway Station, que sinceramente não é uma zona muito bem frequentada, especialmente à noite. Por isso, se decidirem ir visitar o cemitério, façam-no durante o dia.

O cemitério tem diferentes entradas, o melhor mesmo é entrar pela entrada principal. Falando um bocado da parte histórica, o Kerepesi é o mais antigo cemitério cristão de Budapeste – foi construído em meados do século 19. Muitos políticos, celebridades e artistas estão lá enterrados. Durante uns anos esteve fechado ao público, mas agora qualquer pessoa pode entrar. De facto, até há visitas guiadas e um ponto turístico onde é possível pegar num mapa que tem um roteiro e fala sobre as principais estátuas.

Eu e o meu amigo não tínhamos nenhum roteiro em mente, por isso decidimos apenas explorar o espaço livremente. São 56 hectares, com inúmeras estátuas, mausoléus e campas. A primeira coisa que vimos foi um enorme coche preto, que tinha até uma opção interativa para termos mais informações no telemóvel, mas que infelizmente não funcionou, portanto não conseguimos perceber muito bem a sua história.

A partir daí, simplesmente caminhámos sem rumo. As estátuas são lindíssimas e os Mausoléus super luxuosos. Achámos engraçado que alguns nomes de ruas ou praças que conhecíamos são na verdade nomes de políticos ou artistas, como Ferenc Deák, Lajos Kossuth, Lujza Blaha ou Gyula Krúdy. O facto de ser um cemitério traz um certo... encanto, ou diria antes, algo sombrio ao local. Enquanto caminhávamos por lá, não nos cruzamos com quase ninguém, e é um local super silencioso, apesar de estar no meio da cidade. Alguns dos Mausoléus eram impressionantes, como o Lajos Kossuth Mausoleum ou o Ferenc Deák Mausoleum.

No total, acho que ficámos por lá cerca de 1 hora. Viemos embora quando já estava a escurecer. Não sei até que horas o cemitério está aberto, mas deve dizer em algum lado na Internet.

Acho que se tiverem bastante tempo livre em Budapeste, é sem dúvida um sítio peculiar para visitarem. Penso que nem alguns locais conhecem este cemitério, e eu pessoalmente gostei da experiência. Portanto, se procuram coisas diferentes... fica a sugestão!


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!

Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!