Advertise here

A minha instituição de acolhimento

Publicado por Catarina Mendes — um ano atrás

Blogue: Budapest e amigos
Etiquetas: Blogue Erasmus BKF, BKF, Hungria

Em Budapest existem mesmo muitas universidades. Muitas. A minha não se localiza no centro e é privada. Budapest Metropolitan University - METU, para os amigos, Metropolitan, no dia-a-dia.

Parte I: Privada? Pública? Aulas em Húngaro?

A METU é privada, e por isso recebe centenas de alunos de todas as partes do mundo - erasmus e a tempo inteiro. Para terem uma ideia, eu tenho amigas da Coreia do Sul, que escolheram fazer o seu curso universitário aqui.

Leciona licenciaturas e mestrados, e são os alunos que fazem o seu plano de estudos, ao escolherem as cadeiras que querem (muito diferente daquilo que acontece em Portugal, onde temos um plano de estudos fixo).

Todas as aulas são dadas em inglês, por isso, se tens aquela ideia de que os alunos de Erasmus não trabalham e voltam com ótimas notas, estás enganado. Aqui, somos todos iguais e a dificuldade difere de disciplina para disciplina. Também há aulas em húngaro, mas se não és fluente esquece essa ideia.

A escola tem dois campus: o não arte e o de arte. O meu (não arte) ficava localizado na estação terminal da linha de metro vermelha (número 2), em Örs vezér tere.

Parte II: Atividades da METU

Logo antes de iniciarmos a nossa mobilidade, tivemos oportunidade de nos inscrevermos num open day, que custava cerca de 30€. Eu recomendo muito porque as atividades lá desenvolvidas foram fantásticas e conheci amigos que me acompanharam até ao final da minha estadia em Budapest.

Tanto a ESN como o programa METU on Move criaram outras atividades ao longo do ano (visitas a cidades húngaras e de outros países, termas...), contudo os lugares são muito poucos para o número de alunos e as datas também sofreram alterações às inicialmente previstas (o que me impossibilitou de ir). Os meus amigos que foram adoraram. Para além disso, ainda há a possibilidade de frequentar o desporto escolar.

Parte III: Alterações no Learning Agreement e Prazos

No Learning Agreement tive de realizar alterações pois uma das cadeiras que escolhi não abriu. Enquanto alunos de Erasmus, temos a possibilidade de alterar as cadeiras até final de setembro sem qualquer custo associado. Mas atenção: as vagas estão contadas, por isso não deixes para o final. Após esta alteração, o documento tem de ser novamente assinado pelos coordenadores e é essa última versão que fica válida. 

Parte IV: As aulas

As aulas dividem-se em lectures e seminars. A diferença é que nos seminars há faltas e temos de realizar trabalho fora da aula: ler artigos, realizar exercicios. 

Parte V: Exames

Relativamente a exames, foi-me explicado que na Hungria foram estabelecidas normas relativamente a exames. Todos os alunos têm a possíbilidade de escolher se querem fazer o seu exame em Dezembro ou Janeiro, e, se chumbarem ou quiserem ter uma melhor nota, podem ir a uma terceira fase - no final de janeiro. 

Eu devo altertar para uma grande diferença que me apercebi entre as políticas da Metropolitan e da minha escola - Escola Superior de Comunicação Social, relativamente às melhorias de nota. Na minha escola, eu tenho a minha nota final e esta está garantida (imaginemos um 16). Logo, se eu for a exame e tiver 14, mantenho o 16. Na METU, se queremos melhorar isso significa que vamos "do zero", ou seja, é como se não tivessemos realizado nenhum exame antes e podemos até acabar com menos do que o que tínhamos inicialmente. 

Parte VI: A escala de classificações

Na METU a escala vai de 1 a 5, o que difere bastante da escala portuguesa (0-20). Com 2, já estamos aprovados à cadeira. 

Do que sei, cada Escola/Universidade tem a sua escala de conversão. Na minha esta foi:

  • 2 - 12 Valores
  • 3- 14 Valores
  • 4 - 16 Valores
  • 5 - 18 valores

Parte VII: As minhas cadeiras na Metropolitan

Na minha Universidade húngara tive cinco cadeiras: Business Negotiation (BN), Commerce and Trade (CT), Revenue Management (RM), Integrated Marketing Communicatons (IMC) e Communication Management (CM). Todas eram lectures, à exceção de Revenue Management que era seminário. Eu tive uma aula de cada por semana e podia ter 1h30 a 2h de aula. Os créditos variavam de 5 ECTS (CT), a 3 ECTS (IMC e CM), e também existiam cadeiras com 4 ECTS (BN e RM).

Business Negotiation: Foi uma das cadeiras que mais gostei, porque a professora tinha um método de ensino diferente. Não havia testes, só trabalhos. Toda a matéria era explicada com exemplos e por isso ainda hoje me lembro da maioria deles. 

A minha classificação: 5

Commerce and Trade: uma cadeira com matéria bastante boa. Todos os dias a professora dava um power point, tendo o total de 12 apresentações. Para avaliação tivemos um trabalho (que nos aumentava um valor final à nossa nota) e uma conversa com a professora sobre um dos temas (o tópico era retirado de um saco à sorte). 

A minha classificação: 4

Integrated Marketing Communications: Falavamos sobre as formas de integrar as várias ferramentas da comunicação de forma a manter uma mensagem coerente em todos os canais. O professor era muito dinâmico e dava muitos exemplos. O exame foi rápido e consistia em escolha múltipla com duas perguntas de desenvolvimento.

A minha classificação: 4

Communication Management: Era uma cadeira de mestrado. O professor esforçava-se por nos transmitir algo nunca antes ouvido e para isso ia a muitas conferências noutros países. O exame foi complicado e só tínhamos 30 minutos para responder a cinco perguntas. 

A minha classificação: 4

Revenue Management: Esta cadeira não tinha nada que ver com o que fui aprender, mas mostrou-se uma agradável surpresa. É sobre gestão hoteleira e demos todos os conceitos relacionatos com a área, aprendendo todas as formas. O professor podia ser um pouco não dinâmico as vezes (só lia os diapositivos) mas gostava muito de partilhar o seu conhecimento. No final tivemos um teste com escolha múltipla, desenvolvimento e tabelas para calcular. Nas aulas anteriores, o professor dá-nos exercicios que ajudarão imenso ao desenvolvimento do teste.

A minha classificação: 5

Parte VIII: A minha opinião final

Comparando com a minha escola de Portugal, eu consegui aprender coisas diferentes, mas estava à espera de um nível de exigência maior. Acho que os professores estão muito bem preparados e as auas são muito boas.

A minha instituição de acolhimento

O meu primeiro passeio em Budapest (eu nunca tirei fotos à escola).

A minha instituição de acolhimento

A minha mãe foi comigo e esteve lá durante uma semana. Acompanhou-me durante os meus primeiros dias e ficou muito mais tranquilizada ao ver o ambiente. 

A minha instituição de acolhimento

Parlamento e Rio Danúbio, com a ponte Margaret ao fundo (ponte que liga à ilha). Vista da Chain Bridge.

A minha instituição de acolhimento

A Citadella vista do Buda Castel, com a Ponte Elizabeth e a Liberty Bridge ao fundo (branca e verde, respetivamente).


Galeria de fotos


Comentários (0 comentários)


Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?

Se estás a viver uma experiência no estrangeiro, és um viajante ávido ou queres dar a conhecer a cidade onde vives... cria o teu próprio blogue e partilha as tuas aventuras!

Queres ter o teu próprio blogue Erasmus?


Você ainda não tem uma conta? Regista-te.

Espera um momento, por favor

A dar à manivela!